Resumo do livro Senhora, de José de Alencar

Quando pensamos em um grande expoente da literatura brasileira, pensamos logo de cara em José de Alencar.

Com dezenas de obras de renome em todo território brasileiro, o autor possui em seu portfólio grandes pesos literários como “Iracema (1865)”, “O guarani (1857)” e “Senhora (1875)”.

Devido à grande importância do autor para o nosso país, seus livros são constantemente cobrados em perguntas de vestibulares e provas acadêmicas.

O título “Senhora”, com certeza está entre as obras mais cobradas pelos professores.

Pensando nisso, se você é um aluno e deseja conhecer mais sobre a obra em pouco tempo, ou se você é simplesmente um amante da literatura brasileira, não deixe de conferir nosso resumo do livro “Senhora”.

Pode apostar que você não vai se arrepender dessa leitura! Vamos lá?

Vamos nos aprofundar no resumo do livro “Senhora”?

A seguir, você vai conhecer os principais pontos da obra, como o enredo e os personagens que participaram da construção desse sucesso mundial.

Não perca!

Personagens do livro “Senhora”, de José de Alencar

Este livro possui diversos personagens, cada um com um encanto e personalidades diferentes.

Vamos elencar a seguir os personagens principais, que dão vida a esse magnífico romance. Conheça:

  • Aurélia Camargo: Aurélia era uma jovem moça muito bonita, que chamava a atenção de todos os homens que a conheciam. A protagonista era órfã e possuía uma excentricidade invejável em termos de personalidade. Caracterizava-se por ser uma mulher altamente educada, com outras qualidades como grande delicadeza, coragem, elegância e inteligência.
  • Fernando Seixas: Fernando era um jovem muito bem afeiçoado, que possuía uma grande discrepância social em sua vida. Apesar de se mostrar para as outras pessoas como um homem fino e elegante, o personagem era bastante pobre, passando por diversas dificuldades financeiras. Apesar da pobreza, Fernando tinha um dom nato em representar a alta sociedade da época. Tem como características principais a alta educação e a inteligência extrema.
  • D. Emília: Mãe de Aurélia e irmã de Lemos, abandonou a filha após conhecer e se casar com Pedro Camargo.
  • Lemos: Tio de Aurélia, caracterizado por sua grande alegria e confiança. Era um grande negociador, nunca saindo atrás em uma transação comercial.
  • Adelaide: Jovem rica e especialista nos jogos sedutores. Após o dote oferecido por ser pai, rouba João Seixas de Aurélia. Adelaide era apaixonada por Torquato.
  • Dr. Torquato Ribeiro: Homem de boa índole, dotado de simplicidade e humildade. Era muito amigo de Aurélia quando a mesma era pobre, ajudando-a em vários momentos. Torquato era apaixonado por Adelaide.
  • D. Firmina Mascarenhas: Mulher que vive com Aurélia, acompanhando-a em diversos momentos da história.

O início da vida de Aurélia Camargo, conhecida como Senhora

O romance é dividido em quatro partes, onde a primeira se chama “o preço”.

Neste primeiro capítulo, Aurélia Camargo é descrita como uma senhora rica, que costumeiramente frequentava bailes da alta sociedade, no Rio de Janeiro.

Aurélia, no entanto, se sentia cada vez mais sozinha, perguntando-se sobre seu futuro no mundo e qual seu lugar na sociedade.

A jovem acreditava que as pessoas só se relacionavam com ele por interesse, tentando colocar as mãos em seu dinheiro.

Na tentativa de trazer para si um amor verdadeiro, Aurélia escreve uma carta para seu tio Lemos, autorizando-o a arranjar um casamento para ela.

Porém, apesar de ser cobiçada por diversos homens, Aurélia Camargo queria o noivo de Adelaide Amaral, conhecido como Fernando Seixas.

Lemos era um exímio negociador, conhecendo todos os pontos necessários a uma transação de sucesso.

Fernando Seixas, apesar das aparências, era um homem de origem bastante humilde que idealizava se casar com uma mulher rica para alcançar sua tão almejada ascensão social, para que ele pudesse cuidar de sua mãe e de suas irmãs, além de atender aos seus desejos materiais.

Fernando recebe a proposta de Lemos, que oferecia ao jovem homem uma grande quantidade de dinheiro para se casar com uma mulher.

Entretanto, há um detalhe muito importante nesta oferta: Fernando Seixas não podia saber quem era a noiva até aceitar o contrato.

Movido pelo seu desejo de alcançar um melhor ranqueamento dentro da sociedade, Fernando aceita a proposta de 100 mil contos de réis de Lemos, deixando Adelaide.

A surpresa de Fernando Seixas

O segundo capítulo da obra recebeu o nome de “quitação” pelo escritor José de Alencar.

Após aceitar a oferta de Lemos, Fernando deixa Adelaide e parte em busca de conhecer a identidade de sua nova noiva.

Fernando e Aurélia finalmente se encontram após alguns anos desde a última vez.

No momento do reencontro, Fernando é tomado por um profundo sentimento de humilhação, pois alguns anos atrás ele havia abandonado seu noivado com Aurélia, na época pobre, para se casar com Adelaide, mulher rica que poderia atender seus interesses de forma adequada.

Neste capítulo, também é contada a história de Aurélia.

Aurélia era uma moça pobre, filha de D. Emília e de Pedro Camargo.

Pedro Camargo era um filho bastardo de um grande fazendeiro, dono de exorbitantes quantias de dinheiro.

Em determinado momento, perto de sua morte, o avô de Aurélia toma conhecimento da existência de sua neta, deixando toda a sua fortuna para ela como herança de família.

Desde então, Aurélia mantinha um sentimento de mágoas em relação a Fernando, pois ele a tinha abandonado em busca de um casamento por interesse financeiro.

A vida do casal Fernando e Aurélia

O terceiro capítulo da obra recebeu o nome de “posse”.

Nesta parte da história, o autor nos conta em detalhes sobre como era a vida do casal recém-formado.

Aurélia e Fernando viviam uma vida e um amor falso perante a sociedade, onde, na frente das pessoas, os dois trocavam centenas de carícias e palavras de afeto.

Como Aurélia era frequentadora assídua dos bailes do Rio de Janeiro, Fernando se viu obrigado a acompanhá-la em todos os eventos.

As pessoas costumavam a se referir aos dois como um exemplo de casal, já que a união dos dois era bem vista pelos membros do alto escalão social.

Porém, quando a moça e o rapaz estavam sozinhos em casa, as coisas eram completamente diferentes.

Aurelia e Fernando brigavam o tempo todo, trocando diversas acusações e calúnias.

Como Fernando havia aceitado um grande dote financeiro para se casar com Aurelia, ele se via como um escravo da união, sendo obrigado a cumprir todos os desejos e anseios da esposa, por isso, o capítulo recebeu o nome de “posse” pelo autor.

Aurelia não se sentia incomodada por esse fato, muito pelo contrário, acreditava que a vingança para com seu marido estava sendo feita com sucesso.

O fim da história de Senhora

No quarto capítulo, intitulado como “resgate”, acontecem os principais eventos do enredo.

Aurelia e Fernando, apesar de se atacarem todos os dias com palavras hostis, nutriam um profundo desejo carnal um pelo outro, entretanto, o casal não se deixava levar pelo desejo, por motivos de orgulho.

Fernando então começa a sofrer profundas transformações em seu estilo de vida, recusando todas as mordomias que um dia foram tão importantes para ele.

A história se desenvolve e Fernando começa a trabalhar com afinco, na tentativa de juntar dinheiro suficiente para se livrar de seu tão horrível casamento.

Em uma transação de grande sucesso, Fernando consegue recolher toda a quantia gasta por Aurélia durante a proposta de casamento.

O rapaz então devolve todo o dote pago por Aurélia e a comunica sobre o seu desejo de separação.

Aurelia, percebendo a enorme mudança postural e de caráter de seu marido, pega um papel em suas mãos e entrega a Fernando.

O homem lê o papel e percebe que se trata do testamento de Aurélia, onde a mulher colocara Fernando como herdeiro de toda a sua fortuna, no dia de seu casamento.

Junto ao testamento, estava a declaração de amor escrita por Aurélia.

Fernando então toma a sua esposa em seus braços e os dois finalmente consumam o matrimônio, deixando para trás todas as brigas e desentendimentos.

Os dois então deixam de ser inimigos e se rendem à paixão flamejante que havia entre eles, desde o começo.

Com isso, encerramos nosso resumo do livro “Senhora”!

Com certeza, uma magnífica obra, que possui suma importância para a literatura brasileira.

Análise do livro Senhora, de José de Alencar

Este livro foi aclamado pela crítica desde o seu primeiro lançamento, em 1875.

José de Alencar constrói nesta obra o denominado “perfil de mulher”, onde o autor busca demonstrar as características das mulheres que viviam na sociedade da época.

O romance é um dos últimos do autor, sendo considerado por muitos como uma crítica fundamental à sociedade do período.

Naquele tempo, muitos relacionamentos eram estabelecidos segundo um preço onde, geralmente, o homem oferecia dotes para o pai ou família de uma mulher, na tentativa de conseguir um casamento arranjado.

José de Alencar inverte esse papel social em “Senhora”, demonstrando toda a maestria e criticidade deste célebre autor.

Novela Senhora, Rede Globo

É claro que uma obra dessa importância não poderia deixar de receber uma adaptação nas telinhas brasileiras.

O livro foi adaptado em forma de telenovela, passando no horário das 18 horas entre junho e outubro de 1975.

A adaptação do romance foi feita por Gilberto Braga e a direção da novela ficou nas mãos de Herval Rossano.

Foram cerca de 80 episódios exibidos pela rede Globo de televisão, onde Norma Blum deu vida à personagem Aurélia Camargo e Cláudio Marzo deu vida ao personagem Fernando Seixas.

José de Alencar e o Romantismo

Dentro da realidade brasileira e mundial, diversas foram as correntes literárias que fizeram parte da nossa história.

José de Alencar foi um grande escritor pertencente ao Romantismo, corrente literária que chegou ao Brasil com a vinda da família real portuguesa, no ano de 1808.

O Romantismo é fortemente marcado por questões como o nacionalismo, idealizações referentes ao amor e à mulher e fuga da realidade.

A partir disso, Alencar tece diversas críticas à sociedade da época, onde o casamento era visto mais como um negócio do que como uma união amorosa entre as partes.

Sobre o autor José de Alencar

José de Alencar foi um romancista, dramaturgo, jornalista, advogado e político, nascido no Brasil no ano de 1829, vindo a falecer no ano de 1877.

José de Alencar trabalhou muitos anos como advogado no Rio de Janeiro.

Seu primeiro romance, intitulado como “Cinco minutos”, foi publicado pela primeira vez no ano de 1856, quando Alencar assumiu a posição de gerente e redator chefe do “Diário do Rio”.

“O guarani” foi publicado primeiramente em partes no ano de 1857, sendo posteriormente adaptado em forma de livro único.

Durante toda a sua existência, José de Alencar escreveu diversas obras que hoje são consideradas como marcos da nossa literatura, sendo objetos de análise e de estudo em diversas instâncias brasileiras de educação.

Conheça algumas das obras que fazem parte do portfólio de José de Alencar:

  • Cinco minutos (1856)
  • Cartas sobre a confederação de Tamoios (1856)
  • O guarani (1867)
  • As minas de prata (1862)
  • Diva (1864)
  • Iracema (1865)
  • O gaúcho (1870)
  • A guerra dos mascates (1873-1874)
  • Senhora (1875)

Além dessas, José de Alencar possui diversas outras obras de grande renome na nossa literatura.

Todas essas obras são construídas a partir da genialidade de Alencar, não deixando a desejar em nenhum ponto sequer.

Se você é um grande interessado por literatura brasileira, recomendamos fortemente que você dê uma lida na nossa lista que conta em detalhes os 29 melhores livros brasileiros.

Garantimos que você não vai se arrepender dessa leitura!

Conheça outros resumos no blog do Mural dos livros

Sabemos da importância dos resumos dentro da construção de uma educação de qualidade, por isso, nosso blog conta com dezenas de resumos feitos com muita qualidade por pessoas apaixonadas por literatura brasileira e mundial, dos mais diversos gêneros.

Por isso, expanda seus conhecimentos lendo os resumos a seguir. Não perca essa oportunidade!

  • Resumo do livro “Ensaio sobre a cegueira” (leia clicando aqui)
  • Resumo do livro “Iracema” (leia clicando aqui)
  • Resumo do livro “1984” (leia clicando aqui)
  • Resumo do livro “Meu pé de laranja lima” (leia clicando aqui)

Boa leitura e até a próxima!