Ordem dos Livros de Corte de Espinhos e Rosas, de Sarah J. Maas (Acotar)

sequencia corte de espinhos e rosas

A série “Corte de espinhos e rosas”, da autora norte-americana Sarah J. Maas, (autora também de outro Best-Seller: “Trono de vidro”) receberá uma adaptação para as telinhas patrocinada pelo canal de streaming Hulu (adquirido recentemente pela Disney).

Essa notícia deixou os fãs da saga de contos de fadas extasiados e despertou o interesse de muitas pessoas que gostam de ler primeiro os livros antes de acompanhar as adaptações para a tela.

Para celebrar junto com fãs essa conquista de Sarah J. Maas, de seu magnífico trabalho e também de sua comunidade ativa de leitores pelo mundo inteiro, resolvemos fazer este post explicando a ordem de leitura da série de “Corte de espinhos e rosas”.

Ah, claro, também para dar uma forcinha para os que querem se inteirar sobre o assunto antes de explodir como uma novidade quentíssima no streaming.

Livros com Desconto
Compre livros com desconto Amazon
3

Resumo da série “Corte de espinhos e rosas”

Antes de explicar a ordem de leitura e passar mais informações sobre cada volume da publicação, sem dúvida será interessante primeiro passar a sinopse da série, do que trata exatamente o universo rico e fantástico criado por Sarah J. Maas.

O primeiro livro da série foi publicado em 2015 no Brasil pela editora Galera Record (também editora de “Trono de vidro”) com este título já tão citado, “Corte de espinhos e rosas”.

A protagonista da obra é uma humana chamada Feyre Archeron, uma jovem que precisa trabalhar muito para ajudar a sustentar a família pobre a qual pertence. A família é constituída por seu pai e suas irmãs.

Até este ponto nada muito diferente de tantas outras histórias ou até de nossa realidade, mas a fantasia garante presença com os feéricos, seres místicos que odeiam os humanos. Portanto, na obra da autora Sarah J. Maas, o mundo é dividido por estas duas castas em conflito.

A vida da jovem Feyre muda de cabeça para baixo quando mata um lobo durante uma de suas caças. Após matar o animal, surge em sua frente uma criatura bestial exigindo uma reparação.

A criatura de nome Tamlin acaba raptando a jovem e a levando ao mundo fantástico de Prynthian, para além do muro que separa o mundo dos homens dos seres místicos. Este mundo é repleto de magia, intrigas políticas, rosas e guerra.

A coisa se complica mais, ou se torna mais interessante, quando Feyre descobre grandes segredos deste reino misterioso ao se apaixonar por Tamlin, seu raptor.

A ordem dos livros de Corte de Espinhos e Rosas (ACOTAR)

Explicar a ordem de leitura desta série de livros se faz necessário por três motivos:

  • Há uma quantidade numerosa de volumes (os fãs não reclamam nem um pouco);
  • Os títulos (apesar de seguirem um padrão) são diferentes;
  • As capas, belíssimas, seguem um padrão que pode confundir os menos atentos.

As capas merecem um destaque à parte. Um primor, um design incrível, lindas de se ver. Em termos de edição, sem dúvida é uma marca registrada desta série de livros publicada no Brasil pela editora Galera Record.

Antes de falarmos sobre a ordem dos livros da série, achamos interessante explicar o que significa “ACOTAR”, expressão usada pelos leitores da série e que no primeiro momento soa bem estranho, pois não é uma abreviação que faça sentido do título em português e nem uma referência a um personagem ou expressão particular da série.

“Acotar” é derivação da sigla no idioma original em que os livros foram publicados, “A court of thorns and roses”.

1. Início dos contos de fadas: Corte de espinhos e rosas (vol 1)

livro corte de espinhos e rosas

 

O começo de tudo deste Best-Seller fenômeno de vendas, “Corte de espinhos e rosas”. Muita de sua história foi explicada acima: mundo dividido por um muro com humanos de um lado e seres místicos do outro. A protagonista jovem e humilde mata um lobo em uma caçada, despertando a ira de uma fera terrível.

O animal morto era uma fada zoomórfica transformada em lobo e a criatura contrariada se trata de Tamlin, o Grão Senhor da Terra Primaveril.  Ele acaba raptando Feyre Archeon  para o seu mundo fantástico repleto de magia e perigos.

Ela se apaixona por seu raptor e acaba descobrindo os segredos mais perturbadores desse mundo, chamado Prynthian.

Os seres desse lugar fantástico são conhecidos como feéricos e odeiam os humanos. Naturalmente um romance improvável e proibido entre dois seres tão distintos acaba despertando muita resistência e situações de tensão.

A relação no enredo se desenvolve como uma versão moderna e um pouco mais sombria que a “A bela e a fera” e a maioria das novelas.

Neste volume, e ao longo da série de livros, ficamos realmente em dúvida se este romance inusitado dará certo ou terá um final trágico. Sem dúvida, um dos grandes atrativos da narrativa.

Antes de saltarmos para o próximo volume, não podemos deixar de citar a personagem Amarantha, a grande vilã do livro, que está causando uma guerra entre os feéricos.

2. Liberdade em um novo mundo: Corte de névoa e fúria (vol 2)

livro corte de nevoa e furia

A aguardada continuação de “Corte de espinhos e rosas” chegou nas prateleiras sob o título “Corte de névoa e fúria”.

Em “Corte de névoa e fúria”, a jovem Feyre ainda está tentando se acostumar com sua nova condição em um lugar tão diferente do qual veio, repleto de fantasia, seres mágicos e com termos tão particulares como “grãos senhores”, “grã senhora”, “grão feérico”, “corte primaveril”, etc.

Ela ainda precisa lidar com a relação sufocante e cheia de espinhos com Tamlin e com eventos traumáticos ocorridos no último livro.

Para fugir da depressão, sua busca passa a ser encontrar uma nova perspectiva, um novo começo dentro da corte primaveril e para isso precisará se transformar em uma autêntica guerreira.

Ela precisará enfrentar séries de intrigas políticas palacianas e lutar contra a própria autoridade suprema desse universo de fantasia para conquistar o seu lugar.

Mas, para isso, Feyre contará com a ajuda de novos personagens como Rhysand, que a ajuda a escapar de sua semi prisão na corte de espinhos e se defrontar com as consequências de Prynthian libertada do reinado de Amarantha.

Feyre, a partir desse momento, passa a ser uma integrante da chamada “corte noturna” de espinhos e rosas.

3. Espionagem na corte primaveril: Corte de asas e ruína (vol 3)

livro corte de asas e ruina

O terceiro volume originalmente encerraria esta saga de livros. Sim, “Corte de espinhos e rosas” estava programada para ser uma trilogia, mas o sucesso foi tão grande que uma trilogia ficou pequena para o gosto dos fãs e o potencial da história.

De uma trilogia, a “ACOTAR” se tornou uma pentalogia com mais 2 livros confirmados por vir!

Neste terceiro volume, “Corte de asas e ruína”, encontramos a protagonista Feyre como Grã-Senhora da Corte Noturna. Para evitar uma guerra sem precedentes, ela se vê na situação de se tornar uma espiã na corte feérica da primavera para reunir informações que possam ajudar a deter os planos do maligno Hybern.

O tirano almeja derrubar a muralha que separa o universo feérico dos humanos e subjugar a raça mais fraca (nós, claro).

O interessante de “Corte de asas e ruína”, o terceiro volume, é que percebemos a mudança radical de Feyre. Se no primeiro livro ela se apresentava ao leitor como uma simples donzela em perigo, agora ela esbanja determinação e habilidades de guerreira. Um arco incrível de crescente admirável.

Mas será que as coisas terminam bem para a nossa heroína Feyre em “Corte de asas e ruína”? O mundo dos homens e a Corte Noturna ficarão salvos das forças malignas? O universo feérico promete nunca mais ser o mesmo!

4. Reconstrução e cicatrizes: Corte de gelo e estrelas (vol 4)

;ivro corte de gelo e estrelas

Após a trilogia, a saga de livros inicia a fase de spin-off, pois é exatamente do que se trata o quarto volume da série. Um spin-off que narra os acontecimentos após a grande batalha com Hyber.

Em “Corte de gelo e estrelas”, a narrativa continua focada na Corte Noturna. Feyre Archeon continua a exercer o seu papel de grã feérica na Corte, no entanto, seus esforços se concentram para reconstruir Velarys devastada pela guerra.

A chegada do Solstício de Inverno é encarada como uma boa notícia pelos personagens do livro que acreditam que enfim terão descanso durante este novo ciclo.

Mas se curar das cicatrizes causadas do último confronto irá se mostrar uma tarefa complicada. Lutar contra os horrores advindos dessas marcas causa perturbação que gera impacto significativo nos esforços para manter a paz na corte de Feyre.

O spin-off, com o avançar das páginas, se revela algo mais do que uma revisita aos personagens tão fascinantes para saciar a fome dos fãs. “Corte de gelo e estrelas” revela-se o prenúncio de uma nova guerra e peça-chave para o entendimento de novos acontecimentos que estão por vir.

Sem dúvida, um livro que fez a alegria de muitas pessoas por interromper a abstinência dessa leitura viciante e por sinalizar eventos que asseguram a longevidade da série e criam muita expectativa quanto aos próximos acontecimentos.

5. Problema de família: Corte de chamas prateadas (vol 5)

livro corte de chamas prateadas

“Corte de chamas prateadas” é o quinto volume da série, porém não se trata do último. Já estão confirmados mais três livros depois dos eventos deste quinto volume.

Mas quais são os eventos da “Corte de chamas prateadas”?

O livro começa narrando um problema delicado enfrentado pela irmã da heroína Feyre, Nestha Archeron. Ela é alcoólatra e vive tendo grandes noitadas que rendem muita dor de cabeça – em todos os sentidos.

Para ajudar a moça a resolver esse problema, é decidido fazer uma intervenção. Porém, a solução encontrada é no mínimo discutível: decidem prendê-la dentro da Casa do Vento.

Sua vida passa a ser controlada de forma muito rígida. São especificados horários para fazer exercícios, trabalhar na biblioteca, quando e o que pode comer, entre outras atividades.

Sua vida se torna de fato uma prisão e ela ainda tem que lidar com os horrores que suportou antes de se tornar uma grã-feérica – contra a sua vontade. Ela precisa lutar contra tudo isso para tentar encontrar o seu lugar na corte.

O guerreiro alado Cassian terá papel fundamental para que consiga encontrar forças que não sabia mais existir dentro de si para vencer sua rotina pesada e seus demônios internos.

Ao ser forçada a treinar ao lado de Cassian, acaba sendo influenciada por seu espírito incendiário e as faíscas desses encontros com Cassian acabam se tornando chamas.

“Corte de chamas prateadas” é uma publicação de junho de 2021, portanto, acaba de sair do forno e está fresquinha. Mas os fãs da série já aguardam ansiosos pelos próximos volumes, pois já devoraram este quinto volume e estão loucos para saber o que o futuro reserva para a Corte Noturna e quais romances estão por vir.