Os 8 Melhores Livros de Dan Brown

melhores livros dan brown

Com sua escrita envolvente e cativante mistura de fatos históricos, com o submundo da nossa sociedade e enigmas intrincados, os melhores livros de Dan Brown chamam a atenção de qualquer entusiasta do assunto.

Recheados de suspense, suas obras-primas acompanham protagonistas corajosos que não temem se aprofundar nas conspirações dos poderosos. Não à toa, “O código da Vinci” marcou o imaginário popular nos anos 2000.

Filho de uma musicista e um matemático, Dan Brown mistura com genialidade obras de arte, lógica e tecnologia. Suas narrativas reviram a história humana em busca das pontas soltas. E, com isso, ele constrói universos ricos e interessantes a serem explorados.

Mesmo os mais céticos ficarão com a pulga atrás da orelha depois de lerem o que esse maravilhoso autor faz com os símbolos mais importantes para a cultura ocidental.

Dan Brown, sem dúvida, marcou a história da literatura com romances ousados. E com a nossa lista dos livros do autor, você não ficará perdido – pelo menos não até se envolver nos mistérios presentes neles.

Vamos lá?

Detalhes sobre os melhores livros de Dan Brown

Que tal conhecer mais detalhes sobre cada uma das obras selecionadas? Confira os próximos tópicos e escolha suas leituras favoritas.

1. O código da Vinci, talvez o mais famoso dentre os livros de Dan Brown

livro o codigo da vinci

Não daria para iniciar esta lista de outra forma senão com o best-seller do autor, “O código da Vinci”. Este livro é o segundo a apresentar o simbologista Robert Langdon como protagonista, desta vez seguindo os rastros de um misterioso assassinato.

Um tiro dá fim à vida de Jacques Saunière, curador do famoso museu do Louvre, em Paris. Em uma enigmática mensagem deixada pela vítima antes de sua morte, está o nome de Robert Langdon, que é convocado pela polícia parisiense.

O papel do simbologista da Universidade de Harvard é auxiliar na investigação. Isso porque o assassinato abre as portas para uma conspiração dentro de sociedades como a Opus Dei e o Priorado de Sião, e a própria Igreja Católica.

Juntamente com Sophie Neveu, criptógrafa e neta de Saunière, Robert Langdon se torna suspeito e detetive no caso. Enigmas e simbologias vêm à tona, colocando em xeque verdades antes incontestáveis.

Toda essa jornada busca na história o envolvimento da igreja e figuras históricas, como Leonardo da Vinci, Isaac Newton, Victor Hugo e mesmo Jesus Cristo e Maria de Madalena. Símbolos como a Mona Lisa e o Santo Graal, pilares culturais da sociedade ocidental, também se mostram envolvidos nessa intrincada rede de relações.

“O código da Vinci” é o quarto livro de Dan Brown e caiu nas graças dos leitores instantaneamente. A escrita envolvente e intrigante do autor alcança seu ápice neste título.

O trabalho com figuras e fatos históricos a favor de uma narrativa carregada de simbologias divide opiniões. Porém, sem dúvidas é uma marca registrada do estilo do autor, e confere ainda mais poder à história.

Os nomes e faces conhecidas levam o leitor a pensar e questionar o mundo ao seu redor, sem perder a noção de que o absurdo serve ao princípio de impressionar.

Apesar do caráter de ficção, tais obras não deixam de receber críticas. Sociedades históricas e religiosas abertamente condenam a forma como os nomes e figuras são utilizados pelo autor.

Isso tudo não diminui a importância e sucesso do livro. “O código da Vinci” já vendeu mais de 80 milhões de cópias ao redor do mundo e teve uma adaptação para o cinema em 2006. O filme homônimo foi dirigido por Ron Howard e a dupla de protagonistas, Robert Langdon e Sophie Neveu, é interpretada por Tom Hanks e Audrey Tautou.

2. O símbolo perdido, outro destaque dentre os livros de Dan Brown

livro o simbolo perdido

Nesta sequência direta de “O código da Vinci”, continuamos a acompanhar o professor de simbologia de Harvard, Robert Langdon, enquanto ele desvenda mais mistérios. Desta vez, em terras norte-americanas.

Convidado a palestrar em Washington por Peter Solomon, Langdon descobre que tudo fazia parte de um plano para envolvê-lo na busca por um portal místico. Este portal, acredita-se, é o necessário para transformar humanos em divindades do mundo físico.

Robert Langdon passa a ajudar, de maneira forçada, Mal’akh em sua busca pela apoteose, essa ascensão a deus. O vilão manipula o simbologista e o leva a decifrar os segredos da Pirâmide Maçônica.

Dessa vez a companheira de Langdon em sua jornada pelos segredos do mundo é a pesquisadora Katherine Solomon. Ela estuda noética, um ramo da ciência responsável por desvendar fenômenos subjetivos da mente humana.

Katherine também é irmã de Peter, que é aprisionado por Mal’akh e deve ser salvo pela dupla enquanto eles vão cada vez mais fundo nos mistérios dos mestres maçons e seus símbolos.

Neste livro, Robert Langdon visita locais icônicos e centrais para a história norte-americana. O Capitólio dos Estados Unidos, A Biblioteca do Congresso, a Catedral Nacional de Washington e outros aparecem nas páginas. A Casa Branca é citada, mas não visitada.

Com isso, o simbologista passa a entender cada vez mais o quanto a sociedade secreta da vez está relacionada com a formação do continente norte-americano moderno.

“O símbolo perdido” foi lançado em 2009 e foi rapidamente aceito, inclusive no Brasil. Apesar disso, não teve nenhuma adaptação cinematográfica lançada, por mais que planejada.

Em 2019 o projeto para adaptação de “O símbolo perdido” foi retomado, desta vez como série para TV. Inicialmente seria transmitido pela rede e televisão NBC, porém, em 2020, foi transferido para o serviço de streaming do canal, o Peacock.

Nomeado “Dan Brown’s The Lost Symbol”, a série conta com o escritor, além do diretor Ron Howard, na equipe de produção. Robert Langdon será interpretado por Ashley Zukerman. Já Katherine e Peter Solomon serão encarnados por Valorie Curry e Eddie Izzard, respectivamente.

3. Inferno, ótimo livro que vai entrar para a sua lista de favoritos

livro inferno

Lançado em 2013, “Inferno”, de Dan Brown, se passa na Itália. Robert Langdon, mais uma vez o protagonista, acorda na cama de um hospital sem nenhuma lembrança das últimas horas.

Graças ao Palazzo Vecchio ele descobre estar em Florença, quando sequer se recorda de ter saído da América. Quando dois médicos entram em seu quarto, ele começa a descobrir as condições de sua internação.

Segundo Sienna Brooks e Marconi, o simbologista deu entrada com um ferimento na cabeça. Uma concussão devido um tiro de raspão. E é durante essa interação que mais um atentado ocorre.

Marconi morre e agora Robert Langdon se vê com a jovem médica, e super dotada Sienna, fugindo de assassinos que querem o fim da vida de Langdon.

Não demora muito para Robert Langdon encontrar em seu paletó um bolso secreto com um cilindro. Este possui um osso que guarda um outro cilindro, dessa vez ósseo e com um projeto de imagens contido nele.

O projetor revela a imagem do mapa do Inferno, segundo representado por Sandro Botticelli. Langdon deve colocar toda sua experiência em prova para começar a desvendar as informações presentes na imagem.

Enquanto tentam escapar dos assassinos e descobrir o que Robert veio buscar na Itália, somos levados junto à dupla principal numa viagem pela história da arte. As relações com a Divina Comédia, de Dante Alighieri, também se aprofundam, em referências interessantes com a viagem no purgatório retratada na história.

Locais como Galleria degli Uffizi, o Duomo de Florença e a Basílica de São Marcos são visitados pelo professor de Harvard em sua fuga e busca. E, como não poderia deixar de ser, enigmas intrincados devem ser resolvidos ao longo do caminho.

A campanha de marketing para este livro foi um grande destaque. O escritor, através das redes sociais, contou com a ajuda dos leitores para revelar um mosaico digital através do Twitter e Facebook.

Um filme baseado na obra foi produzido e lançado em 2016, com direção de Ron Howard e Tom Hanks reprisando seu papel como Robert Langdon. Já Sienna Brooks ficou a cargo de Felicity Jones.

4. Anjos e demônios, uma das grandes histórias dentre os melhores livros do autor

livro anjos e demonios

“Anjos e demônios” é o primeiro livro de Dan Brown a ser protagonizado pelo professor de simbologia de Harvard, Robert Langdon. Trata-se de um romance policial de suspense, ficção e, assim como os três anteriores, possui fortes referências históricas.

Convocado ao CERN, o centro de pesquisas em física de partículas situado em Genebra, Robert Lagdon deve ajudar na solução do assassinato de um cientista. Sua função, inicialmente, é desvendar os símbolos misteriosos marcados a fogo no peito da vítima.

O assassino roubou uma das armas mais poderosas do mundo. Seu rastro leva Langdon à cidade do Vaticano, numa trama que envolve a fraternidade dos Illuminati em sua nova ascensão e plano de vingança contra a Igreja Católica.

Em sua primeira aventura o professor é acompanhado pela pesquisadora Vittoria Vetra. Outros elementos comuns às obras de Dan Brown já estão presentes. Todo o simbolismo católico, a presença da sociedade secreta e resolução de quebra-cabeças intrincados são alguns deles.

Além disso, uma viagem pela história ocidental nos leva, junto aos protagonistas, por locais como a Basílica de São Pedro, a Capela Sistina, o Panteão de Roma e mais.

Uma marca do livro é o conflito entre ciência e religião. Como não poderia deixar de ser, a obra recebe muitas críticas, tanto relacionadas a essa dualidade, mas também à sua representação de organizações e fatos históricos.

A adaptação cinematográfica de “Anjos e demônios” foi lançada em 2009. O filme contou com Hanks ainda no papel de Robert Langdon, Ayelet Zurer como Vittoria Vetra e teve direção de Ron Howard.

5. Fortaleza digital: mistério, ciência suspense e muita inteligência

livro fortaleza digital

O primeiro livro de Dan Brown carrega consigo todo o estilo do autor, ao misturar realidade com ficção em um suspense envolvente e profundo. Em “Fortaleza digital” acompanhamos os esforços de Susan Fletcher e seu noivo David Becker na busca por um algoritmo que pode destruir o mundo.

O casal, a pedido de Trevor Strathmore, vice-diretor da Agência de Segurança Nacional (NSA) dos Estados Unidos, viaja para a Espanha. O objetivo dos dois é encontrar um anel pertencente a Ensei Tankado, um ex-funcionário da NSA.

Tankado possui uma deficiência física causada pela radiação proveniente da explosão em Hiroshima provocada pela bomba atômica lançada em 1945 na cidade pelos EUA. Este fato desencadeia nele uma forte vontade de se vingar do país.

Para alcançar seus objetivos, o cientista japonês desenvolveu um algoritmo de encriptação inquebrável. Tal algoritmo é capaz de incapacitar o supercomputador da NSA e causar o colapso de todos os sistemas de informação do mundo.

Este super algoritmo é a Fortaleza Digital.

Ao morrer em plena praça pública na Espanha, Tankado chama a atenção para um anel que usa na mão esquerda. Acredita-se que o anel é a chave para a Fortaleza Digital. Graças a isso, encontrar o artefato é de suma importância.

Lançado em 1998, “Fortaleza digital” revelou o escritor Dan Brown para o grande público. Com o sucesso das aventuras de Robert Langdon, este livro ganhou nova vida e chegou a figurar na lista dos mais vendidos do New York Times, juntamente com “O código da Vinci” e “Anjos e demônios”.

6. Ponto de Impacto, trazendo um de seus melhores momentos como autor

livro ponto de impacto

Quando a queda de um meteorito traz indícios sobre vida extraterrestre, o governo americano coloca Rachel Sexton e Michael Tolland no caso.

Rachel é analista do Escritório Nacional de Reconhecimento, e Michael é um famoso oceanógrafo e produtor de documentários para TV. Os dois se envolvem na trama envolvendo o presidente dos Estados Unidos, Zachary Herney, na corrida presidencial para a reeleição.

O adversário nada mais é que o pai de Rachel Sexton, o senador Sedgewick Sexton. Em seus esforços para a eleição presidencial, Sedgewick questiona os gastos com a NASA, a Agência Espacial Norte-Americana.

Com isso, o meteorito e os fósseis presentes nele passam a se tornar peça chave para o futuro do país.

Durante a sua aventura, a dupla de protagonistas vai para o Ártico, local do impacto do corpo espacial. Envoltos em uma conspiração muito mais profunda do que poderiam imaginar, são perseguidos por assassinos e devem descobrir quem está envolvido com as suspeitas de fraude científica que cercam o meteorito.

“Ponto de impacto”, lançado em 2001, é um suspense de ficção científica trabalhado com inteligência. A escrita envolvente de Dan Brown nos guia pelo mistério e conspiração do meteorito.

7. Origem, um dos livros de Dan Brown que você não esquece

livro origem

“Origem”, lançado em 2017, é o último dos livros de Dan Brown a estrelar Robert Langdon no papel de protagonista. Desta vez o simbologista está na Espanha para uma apresentação audaciosa.

Um ex-aluno de Langdon é o responsável pelo evento que ocorre no Museu de Guggenheim, localizado em Bilbao. Edmond Kirsch é um bilionário e futurólogo que, durante a apresentação, promete revelar sua incrível descoberta.

Segundo ele, será uma revolução no conhecimento humano e responderá questões essenciais à existência como “de onde viemos?” e “para onde vamos?”.

A esplêndida noite logo toma rumos inesperados e perigosos. A descoberta de Kirsch corre o risco de ser perdida, e Robert Langdon é obrigado a escapar do Museu com a diretora, Ambra Vidal, para garantir a segurança de ambos.

Juntamente com Ambra, ele viaja para Barcelona, onde deve começar a investigação que pode salvar a vida de Kirsch.

Robert Langdon, e nós leitores, visitamos lugares icônicos da Espanha durante a jornada. O Mosteiro de Montserrat, o Palácio Real de Madrid e a Catedral de Sevilha estão entre eles.

Como de costume, Dan Brown usa de obras de arte, simbolismos e tecnologia para nos espantar com os enigmas ao longo da narrativa.

8. Sinfonia dos animais, obra que nos mostra outro lado

livro sinfonia dos animais

Por fim, Dan Brown surpreendeu a todos em 2020 ao lançar seu mais novo livro, destinado ao público infantil!

Dessa vez o escritor se une à ilustradora Susan Batori para produzir “Sinfonia dos animais”. Nesta aventura divertida, musical e intrigante, conhecemos o Maestro Ratinho e seus amigos.

Ao longo da jornada, Dan Brown conta para os jovens leitores aventuras repletas de surpresas. Você encontrará com a baleia azul, guepardos, besouros e muitas outras criaturas. Mas fique atento, pois cada uma possui um segredo.

Além disso, enigmas feitos especialmente para leitores solucionarem estão nas páginas. Por mais distante que seja dos títulos anteriores de Dan Brown, este livro ainda carrega consigo características chave do autor.

Dan Brown revela que escrevia música desde muito cedo, principalmente por influência de sua mãe. Isso faz desta obra uma homenagem do autor à sua própria juventude.

“Sinfonia dos animais” é muito mais que um livro, é uma experiência multissensorial. A obra acompanha um álbum de canções, escritas por Dan Brown, e um aplicativo para smartphones.

Tudo isso para garantir uma experiência única para pais e crianças.

Quem é Dan Brown?

Nascido em 1964 na cidade de Exeter, estado de Nova Hampshire, EUA, Daniel Gerhard Brown é o filho mais velho de Constance, musicista e tocadora de órgão, e do matemático Richard G. Brown.

Ao lado de seus irmãos mais novos, Dan Brown cresceu no meio acadêmico. Seu pai lecionava na academia Phillips Exeter, onde o jovem viria a estudar o ensino médio. De família cristã, desde criança Dan frequentou a escola dominical, onde cantou no coral.

Sua formação acadêmica foi no Amherst College, onde estudou com outro renomado autor, Harlan Coben. Durante a graduação, estudou por um ano história da arte na Universidade de Sevilha. Nesta época se aprofundou especialmente na obra de Leonardo da Vinci.

Todas as influências que teve ao longo da vida contribuíram para seu desenvolvimento como escritor e a temática de seus livros. As obras de arte são comumente presentes em seus livros, e os enigmas e quebra-cabeças remontam seu contato com a lógica matemática.

Dan Brown fez muito sucesso com seus livros, principalmente após o lançamento de “O código da Vinci”. Ele possui a incrível marca de ter colocado quatro livros na lista de mais vendidos ao mesmo tempo, com os seus quatro primeiros títulos.

Os filmes baseados em suas obras foram sucesso de bilheteria e deram alcance mundial à sua obra que entretém e instiga o pensamento.

Gostou de conhecer os melhores livros de Dan Brown?

“Anjos e demônios”, “O símbolo perdido”, “O código Da Vinci” e “Ponto de Impacto” são alguns dos destaques do autor. No entanto, como vimos, não somente os livros mais populares que se tornaram filmes, mas também as outras histórias, merecem a sua atenção.

Pessoas de todas as faixas etárias e gostos literários acabam gostando das histórias de Dan Brown, repletas de códigos, mistérios, conspiração e muita inteligência em cada linha.

Depois de escolher seus títulos favoritos, nem precisa perder tempo em outros sites! Na Amazon, o preço é sempre convidativo e você encontra praticamente todos os livros de Dan Brown.

Quer conhecer mais autores incríveis? É só conferir mais conteúdo aqui no Mural dos Livros. Até a próxima!

Milhares de Livros em Promoções Diariamente na Amazon! Se você ama ler, não pode perder.