Os 12 Melhores Livros de Jane Austen

melhores livros jane austen

Mais de 200 anos depois da última publicação de Jane Austen, seus livros continuam a conquistar novos leitores até hoje. Ela foi conhecida por ser uma mulher à frente do seu tempo. Afinal de contas, ela conquistou seu espaço mesmo quando a literatura era dominada por homens.

Além disso, Jane sempre escrevia sobre o papel da mulher na sociedade, especialmente sobre o casamento. Dessa forma, ela foi a precursora dos livros feministas e suas obras abordam temas modernos.

Já ficou com vontade de ler as histórias de Jane Austen? Então, saiba que além de tudo isso, a autora também tem narrativas divertidas, irônicas e cheias de críticas sobre gênero e classe; embora não sejam tão explícitas.

Infelizmente, essa grande autora inglesa nos deixou em 1815, devido à Doença de Addison. Mas suas obras foram eternizadas por diversas editoras e até hoje novas edições são publicadas. Por isso, hoje a nossa lista de indicações será em homenagem à autora.

Confira a seguir os melhores livros de Jane Austen!

Livros com Desconto
Compre livros com desconto Amazon
3

Os 12 melhores livros de Jane Austen

Os melhores livros de Jane Austen já foram publicados por diversas editoras brasileiras. Por isso, é possível encontrá-los em diversos formatos, como e-book, box, livro de bolso e coletâneas.

Porém, uma das principais editoras é a Martin Claret que publicou volumes exclusivos. Outras editoras brasileiras que publicaram os livros de Jane Austen foram:

  • L&M Pocket: edições de bolso, volumes e boxes;
  • Clássicos Zahar: edições de luxo em capa dura;
  • Editora Nova Fronteira: volumes e edições únicas com capa dura;

Além disso, as editoras Martins Fontes, Principais, Paulus, Via Leitura e Companhia Pinguim também publicaram algumas obras de Jane Austen.

Agora, vamos ao que interessa: a lista com os 12 melhores livros de Jane Austen!

1. Razão e sensibilidade

livro razao e sensibilidade

“Razão e sensibilidade” foi o primeiro romance publicado de Jane Austen. Porém, na época ela ainda se identificava apenas pelo pseudônimo “uma senhora”.

Esse livro conta a histórias de duas irmãs, Elinor e Marianne Dashwood. Depois que seu pai faleceu e deixou toda a herança para o seu meio-irmão, elas estavam completamente sem dinheiro, sem um bom status social e obrigadas a enfrentar as dificuldades dos relacionamentos da época.

Embora Elinor seja mais racional e Marienne mais emotiva, as duas têm o mesmo objetivo: ter o seu final feliz.

Além de tratar sobre a personalidade das irmãs, esse é um dos melhores livros de Jane Austen pois faz uma crítica social bastante intensa. Ela fala sobre as injustiças sociais nas relações entre homens e mulheres, sobre a sociedade da época, sobre o amor e as reviravoltas que tornam Elinor e Marianne mais maduras.

Nessa obra é bem fácil perceber como a sociedade dos séculos 18 e 19 era rígida e como era a vida das mulheres naquela época.

Sem dúvida, você vai se encantar por essa história!

2. Orgulho e preconceito

livro orgulho e preconceito

“Orgulho e preconceito” é considerado a obra-prima de Jane Austen, bem como o livro mais importante de sua carreira. De acordo com os críticos da época, esse livro era muito superior à maioria das publicações do mesmo gênero lançadas naquele período.

De fato, quando você ler esse livro, você vai perceber o quanto ele ainda é atual e faz várias críticas à sociedade.

“Orgulho e preconceito” conta a história da humilde família Bennet e sua busca pela ascensão social por meio do casamento das filhas. Porém, Elizabeth Bennet, a nossa maravilhosa protagonista, é uma jovem independente e não quer se casar. Entretanto, tudo pode mudar com a chegada do aristocrata Mr. Darcy.

Basicamente, “Orgulho e preconceito” fala sobre o conturbado romance entre Elizabeth Bennet e Fitzwilliam Darcy em um dos enredos mais memoráveis da literatura inglesa.

Conforme a narrativa vai se desenvolvendo, vários temas são abordados. Por exemplo: como o orgulho encontra o preconceito, como a ascensão social confronta o desprezo social e como isso causa sofrimento aos personagens.

O mais interessante é que, em “Orgulho e preconceito”, Jane Austen consegue abordar problemas reais de forma leve, com um pouco de comédia e ironia. Sem dúvida, você não vai se arrepender de investir seu tempo para ler esse que é um dos melhores livros de Jane Austen.

3. A Abadia de Northanger

livro a abadia de northanger

“A Abadia de Northanger” foi o primeiro romance que Jane Austen escreveu. Mas, ele só foi publicado em 1818, um ano depois da sua morte.

Esse livro conta a história de Catherine Morland, uma jovem de 17 anos ingênua, com uma imaginação fértil, que ama livros de mistério e terror e decide passar uma temporada na Abadia de Northanger.

Durante sua viagem, Catherine começa a inventar histórias sobre os moradores e descobre que um crime de verdade pode ter sido cometido. Além disso, ela também se envolve em um romance com o filho do proprietário do lugar, Henry Tilney.

A principal característica de “A Abadia de Northanger” é a leveza com que a narrativa se desenvolve. De fato, esse é o livro mais divertido de Jane Austen.

Esse é aquele livro para quem gosta de crescer e aprender com o personagem. Durante sua trajetória, Catherine Morland encontra o amor e conhece melhor a natureza humana. Além disso, o livro também faz uma sátira aos romances góticos e à maioridade.

Se você gosta de histórias de amor complicadas, com certeza você vai amar essa obra e se encantar pelos personagens.

4. Mansfield Park

livro mansfield park

“Mansfield Park” é um dos livros mais sarcásticos e sérios de Jane Austen.

A obra conta a história da tímida Fanny Price, uma garotinha que foi adotada por seus tios ricos. Em sua nova casa, ela é humilhada por causa de sua origem. Então, é a sua amizade com seu primo Edmund que a salva nos dias ruins. Porém, tudo muda quando os irmãos Mary e Henry Crawford se mudam para a mansão vizinha.

Embora Fanny Price pareça ser uma menina frágil, que diz “sim” para todos, durante a narrativa Jane Austen mostra como essa protagonista é forte, profunda e concentra em si vários conflitos da alma humana. Às vezes ela pode ser um pouco desagradável, mas ela tem um talento especial para ler pessoas.

Em “Mansfield Park”, nós percebemos marcas de uma Jane Austen mais madura e mais contida. Mesmo assim, esse romance está cheio de críticas à sociedade inglesa do século 19 por causa da crueldade dos seus costumes. Além disso, o romance esconde inúmeras brigas, controvérsias e interesses.

O desenvolvimento de Fanny Price em “Mansfield Park” também é digno de nota. Durante a história ela vai tomando várias formas e fica difícil saber se a odiamos ou a amamos. A mobilidade e a resignação são suas marcas registradas.

Sem dúvida, esse é um dos melhores livros de Jane Austen! Não deixe de colocar em sua lista de leitura.

5. Emma

livro emma

De fato, “Emma” é um dos romances mais diferentes de Jane Austen.

O livro conta a história de Emma Woodhouse, uma jovem rica, bonita, mimada e focada que ama juntar casais, mesmo que não tenha o menor talento para isso.

Apesar de viver querendo dar uma de cupido, ela mesma não está procurando por amor. Na verdade, ela sempre deixa bem claro que vai ficar solteira para sempre.

Depois que sua governanta se casa, a jovem começa a ficar entediada. Para se divertir, ela manipula as pessoas ao seu redor para formar os casais que ela deseja. Por isso, seu melhor amigo, o Sr. Knightley, sempre a resgata das confusões que ela arruma.

Emma Woodhouse é muito diferente das outras protagonistas de Jane Austen: ela não se apaixona, não tem preocupações financeiras e acha que pode manipular as pessoas. Além disso, o romance mostra as dificuldades que as mulheres inglesas enfrentam de forma inteligente e bem-humorada.

Com certeza, você vai se divertir com essa leitura!

6. Amor e amizade & outras histórias

livro amor e amizade e outras historias

“Amor e amizade & outras histórias” é um livro formado por uma novela e dois contos de Jane Austen. As três obras foram escritas em forma de cartas, o que nos dá a chance de ler as obras da autora de uma forma totalmente diferente.

A novela “Amor e amizade” foi escrita em 1790. Ela conta a história da troca de cartas entre uma mulher mais velha, Laura, e a filha de sua amiga, Marianne.

Durante a história, nós acompanhamos as aventuras de Laura, que relata de forma bastante irônica sobre o comportamento feminino clichê da época, repleto de chiliques, demonstrações exageradas de felicidade e desmaios.

O conto “As três irmãs” foi escrito em 1791 e fala sobre um pedido de casamento um tanto incomum, em que o noivo pede a mão da irmã mais velha, mas diz que não se importaria em se casar com qualquer uma das irmãs mais novas. Na verdade, esse casamento tem como objetivo firmar laços com a família.

Por último, o conto “Uma coleção de cartas”, que foi escrito em 1792, conta de forma bem humorada sobre o amor à primeira vista. Embora o tema seja tratado como algo bem comum nos romances, o livro mostra como isso é difícil de acontecer na vida real.

7. Lady Susan

livro lady susan

“Lady Susan” é mais uma história que Jane Austen escreveu durante a sua adolescência. Essa narrativa epistolar (realizada em forma de cartas) fala sobre a Lady Susan Vernon, que é muito diferente das protagonistas tradicionais dos romances.

Com 30 anos e viúva, Lady Susan está em busca de um casamento para ela mesma e para a filha. Assim, ela usa todo o seu charme para manipular outros e alcançar seus objetivos. Além disso, ela não demonstra nenhum arrependimento em se envolver com um homem casado.

O mais legal desse romance é justamente o fato dele ser narrado por meio de cartas. Dessa forma, é muito fácil nos deixar influenciar pelos autores da carta.

Então, em alguns momentos, nós detestamos Lady Susan e sua falta de respeito com o próximo. Já em outros momentos nós nos apaixonamos por sua incrível capacidade de manipulação.

8. Audácia e presunção: os Watsons

livro audacia e presuncao

“Os Watsons” foi um dos contos inacabados de Jane Austen. Nele, nós acompanhamos Emma Watson, a mais nova dos filhos de um viúvo que está doente.

Depois de muitos anos vivendo com sua tia, ela volta para sua casa e reencontra suas irmãs. Assim, ela se depara com rancores, mal entendidos, desentendimentos e inimizades.

Embora a história nunca tenha sido finalizada, é possível encontrar versões com finais de outros autores, como Lis Wey.

Nessa edição de “Os Watsons”, a autora Lis Wey consegue manter a linha de escrita e quase não percebemos em parte da história a mudança ocorrida.

A única diferença que os olhos mais atentos podem perceber é que na obra original de Jane Austen as descrições do ambiente e dos sentimentos são mais detalhadas, enquanto que no final de Lis Wey observamos uma escrita um pouco mais dinâmica e bem humorada.

Porém, isso não prejudica em nada a história e, sem dúvida, vale a pena conferir.

9. Persuasão

livro persuasao

“Persuasão” foi o último romance escrito completamente por Jane Austen. A sua narrativa se passa em meio às guerras napoleônicas. Nela nós encontramos a história de amor de Anne Elliot, filha de um baronete rico, e Frederick Wentworth, um jovem pobre que não possui dinheiro e nem conexões familiares importantes.

Então, por causa dessa diferença de classe social, Anne é influenciada pela família a recusar a proposta de casamento de Frederick, algo bastante comum naquela época.

Oito anos se passam e Wentworth retorna para a cidade. Agora, ele é rico e tem uma posição social muito melhor. Por isso, Anne Elliot é obrigada a conviver com ele na sociedade. Mas, o mais difícil é que os seus sentimentos não mudaram com o passar dos anos!

Sem dúvida, “Persuasão” é um dos melhores livros de Jane Austen. Todo o romance é contado de forma muito bem humorada, irônica e cheia de críticas sociais.

Diferente da maioria dos livros da autora, a parte principal desse romance acontece quando Anne e Frederick não são mais tão jovens. Assim, nós temos a protagonista mais inteligente, tranquila, madura e forte da autora.

Esse livro de Jane Austen também mostra como uma mulher pode continuar fiel aos seus sentimentos, passar por cima dos julgamentos e restrições impostos pela sociedade e buscar o seu final feliz.

10. Jack & Alice

livro jack e alice

Jane Austen escreveu “Jack & Alice” em 1790, quando tinha somente 15 anos de idade.

Nessa novela curtinha, um homem rico decide dar um baile de máscaras e convidar todos que conhece para participar da festa. O baile foi tão incrível que as pessoas da comunidade comentaram sobre ele durante vários dias.

Mas, para nossa protagonista, essa festa foi ainda mais especial, pois foi lá que ela acredita ter conhecido o amor da sua vida.

Em “Jack & Alice” nós percebemos o bom humor de Jane Austen, assim como ocorre na maioria de suas obras. Porém, nesse livro, a autora mostra um lado mais ácido e mordaz, nos conduzindo por uma trama cheia de inveja e egocentrismo.

Se você ainda não leu nenhum livro de Jane Austen (ou está adquirindo o hábito da leitura agora), “Jack & Alice” é uma boa opção para conhecer o estilo de escrita da autora, pois ele contém apenas 76 páginas.

11. Sanditon

livro sanditon

“Sanditon” é outro romance de Jane Austen que foi publicado mesmo sem ter sido finalizado. Ele tem apenas 12 capítulos e conta a trajetória da jovem de 14 anos, chamada Charlotte Heywood, que está na hora e no lugar certo para ajudar um casal em dificuldades: Tom e Mary Parker.

Para retribuir a garota, os Parkers a convidam para passar alguns dias em um novo resort à beira mar, em Sanditon. Então, ela aproveita a oportunidade para conhecer o lugar que está na moda para banhos de mar. Porém, algo que mudará a vida de todos está prestes a acontecer!

Embora esse livro não tenha um final escrito por Jane Austen, esse romance pode ser considerado um dos mais delicados e sagazes da autora. Sem dúvida, vale a pena conhecer a obra.

Além disso, a edição de 2021 da editora Principis possui algumas páginas extras para você escrever o final do romance. Incrível, não é mesmo?

12. Lady Susan e outras histórias

livro lady susan e outras historias

O livro “Lady Susan e outras histórias” reúne algumas das obras que Jane Austen escreveu quando era adolescente, a fase que chamamos Obras da Juvenília. Entre eles, nós temos:

  • “Jack e Alice”
  • “Frederic e Elfrida”
  • “Edgar e Emma”
  • “Henry e Eliza”
  • “Uma história da Inglaterra”
  • “Amor e amizade”
  • “As três irmãs”
  • “Evelyn”
  • “Lesley Castle”
  • “Catharine ou o caramanchão”
  • “Lady Susan”

Além disso, o livro também contém os dois textos inacabados que citamos anteriormente, “Os Watsons” e “Sanditon”, que Jane Austen escreveu quando já era um pouco mais madura.

De fato, esse é um dos melhores livros de Jane Austen para quem gosta de romances mais curtos!

Livros de Jane Austen que foram adaptados para o cinema

Assim como qualquer outro grande escritor de romances, Jane Austen teve muitas de suas obras adaptadas para o cinema. Além dos filmes tradicionais que levam os nomes das obras da autora, outras produções também tiveram seu enredo e personagem inspirados em suas obras.

Por exemplo, a protagonista de “As patricinhas de Beverly Hills”, a Cher, lembra muito a personagem Emma Woodhouse. As duas são ricas, bonitas, órfãs de mãe e têm um coração muito bondoso e cheio de vontade de ajudar outros, embora nem sempre essa seja a melhor coisa a se fazer.

Outro filme que foi inspirado em um dos livros de Jane Austen foi “O Diário de Bridget Jones”, onde encontramos muitas semelhanças com “Orgulho e preconceito”. Tanto no filme como no livro, as protagonistas têm um pretendente arrogante que vai mudando de conceitos ao longo da trama. Além disso, Bridget Jones e Elizabeth Bennet têm uma personalidade forte e são muito bem resolvidas com sua solteirice.

De fato, Jane Austen continua a influenciar seus leitores até hoje!

Quem foi Jane Austen?

Jane Austen nasceu em 1775 na vila rural de Steventon, Inglaterra.

Desde a infância, ela já mostrava interesse e talento para a escrita. Então, durante sua adolescência, Jane Austen escrevia comédias e, aos 19 anos, ela escreveu seu primeiro romance, “Lady Susan”.

Com 22 anos, Jane já havia escrito mais dois romances: “Razão e Sensibilidade” e “Orgulho e Preconceito”, que mais tarde se tornaram os livros mais importantes da sua carreira.

Porém, essas obras só foram publicadas muitos anos depois, sob o pseudônimo “uma senhora”.

Sem dúvida, Jane Austen foi uma mulher muito à frente do seu tempo.

Em uma época em que a literatura era dominada por homens, ela se destacou por criar personagens femininas complexas, falar sobre o papel da mulher na sociedade e fazer críticas aos conflitos de classe social e gênero.

Além disso, embora a maioria de suas obras falem sobre casamento, Jane Austen nunca se casou.

Ao todo, Jane Austen escreveu 6 romances e algumas novelas e contos. Entretanto, como ela faleceu muito jovem, várias obras ficaram inacabadas. Mesmo assim, suas histórias continuam a conquistar novos fãs graças a seu estilo de escrita e enredo moderno e irônico.

Agora que você já conhece os melhores livros de Jane Austen, escolha o seu favorito e comece a ler hoje mesmo!