Os 18 Melhores Livros de Marketing para se especializar!

Hoje, tudo que envolve dinheiro pode ser alavancado com marketing. E tem alguma coisa hoje que não envolva dinheiro?

A pergunta é um pouco tensa, radical, e, para o sim ou não, podemos pensar ainda que, independente dos meios que alguém usar para atrair o outro, terá de trabalhar com comunicação.

Pois marketing é mais que propaganda pura. Envolve linguagem, expressão, conteúdo e todas as leis de atração que puderem ser usadas. Tudo para fazer uma conversão justa e atrativa para todos envolvidos.

Marketing se estende da apresentação à fidelização. Da aproximação ao relacionamento. Até no amor usamos marketing! Quem souber explorar seus segredos, estará na frente da concorrência.

Do empreendedor ao curioso, do CEO ao aventureiro, o marketing contempla – e completa – todos os perfis.

Do marketing de conteúdo ao conteúdo do marketing: os melhores livros de marketing

Essa lista do Mural dos Livros é para você comprar a ideia de uma vez por todas. Escolha seu público alvo, produto ou ferramenta de mercado e vá buscar o que é seu!

1. Marketing 4.0 – Do tradicional ao digital, de Philip Kotler, Hermawan Kartajaya e Iwan Setiawan

livro marketing 4.0

O autor americano é lenda viva no meio, tendo trabalhado com empresas do porte de Nike, Disney, Ford, IBM e mais. Neste livro, continua as ideias da obra anterior, Marketing 3.0.

Philip Kotler tem formação em Matemática, Economia e Ciência Comportamental – a mesma usada por detetives, como citado nos melhores livros sobre serial killers.

Como ciência que precisa estar sempre à frente no mercado, o livro já vem atualizando o anterior, sem medo.

Contudo, tem o cuidado de rever o chamado marketing 1.0 e o 2.0, sendo o primeiro direcionado pelo mercado “industrial” – vendas, vendas e vendas; e o segundo já funcionando pela propaganda televisiva, onde o cliente é reconhecido, a concorrência é maior e há escolha.

No marketing 3.0, as marcas criam símbolos e personalidades. E, então, para o 4.0, onde impera o marketing digital, o conteúdo volta a ter importância.

O autor conversa com fatores como os chamados “efeito Google”, “efeito mídias sociais” e “efeito serviços”.

E muitos outros tópicos virão a partir desses fatores, muito bem analisados por Philip Kotler, como gamificação, aplicativos, análise de dados específicas, marketing multicanal, integração entre marca e consumidor, F-Factor.

Um livro para saber o que e como procurar para trabalhar no marketing com a rede.

2. Reimagine, de Tom Peters

livro reimagine

O autor é um grande observador das tendências futuras e oferece um livro de marketing voltado a instigar esse olhar em você. Para isso, claro, não esquece em que era estamos, abordando a transformação digital e o impacto nos serviços.

O livro apresenta pequenas e grandes iniciativas e “obrigações” de empresas novas, lembrando a importância de agregar conteúdos e forma de serviços ao cliente, hiperconectado e disponível para novidades. Tudo é possível no mundo do marketing.

Peters demonstra diferenças entre oportunidades e trabalho, convidando o leitor a sair da caixa e procurar bons negócios onde a concorrência não tenha observado com cuidado.

Do “cliente satisfeito” ao “cliente de sucesso”, uma percepção de experiência e fidelidade diferenciada é entregue ao leitor, para desempenhar um trabalho de sucesso.

3. Contágio: Por que as coisas pegam, de Jonah Berger

livro contagio

O professor Jonah Berger procurou responder perguntas como: “Por que algum produto se torna viral?” ou “O que faz as pessoas se atraírem por algo?”

A partir dessas questões, entra em conceitos como “moeda social”, que é o valor implícito que as pessoas dão umas às outras por partilharem algum assunto – ou seja, falarem daquilo que está bombando.

A mecânica de jogo, propaganda de símbolos, escassez e exclusividade, gatilhos e compartilhamento de emoção, visibilidade pública. Os tópicos são revisados e exemplificados pelo especialista. 

Ferramentas inconscientes e organizadas que estão agindo nas redes todo dia, na forma de marketing pessoal e profissional. Armas da persuasão que utilizamos para aprovação social e estratégia de vendas.

Pegou a visão?

4. Marketing de Conteúdo: A moeda do século XXI, de Rafael Rez

livro maketing de conteudo

Rafael Paz, um dos maiores especialistas no assunto, revela as camadas sutis do Marketing Inbound voltada para o conteúdo digital e dá um “curso completo” aos profissionais, em forma de livro.

Afirma categoricamente e sem rodeios que o marketing de conteúdo é, das formas de estratégia, a única ferramenta capaz de alimentar as outras estratégias de marketing.

Para tal, é preciso se atentar aos “3 C’s” do conteúdo digital: consistência, continuidade e convencimento.

E a viagem vai longe. O alcance passa por blog, ebook, curso online, newsletter, evento presencial. Tudo ligado às ferramentas de monitoramento, planejamento e gerenciamento, mantendo o foco nas personas e compreendendo seu momento, medindo performance e trabalhando o funil de vendas.

Rafael, como palestrante, faz questão de lembrar que a agressividade não necessariamente leva a bons números. Saber mostrar que a empresa tem conteúdo e “espírito” é fundamental.

É um trabalho de curto e longo prazo, com abordagens e momentos diferenciados. O assunto é extenso e este livro certamente pode te situar muito bem!

5. Obrigado pelo Marketing, Vitor Peçanha

livro obrigado pelo marketing

Mais uma referência entre os livros de marketing de conteúdo. Com simplicidade e clareza, o autor mostra passo a passo como criar uma estratégia triunfal.

O gênio da Rock Content, empresa de sucesso no ramo, com crescimento exponencial desde sua criação, já capacitou muitos profissionais com seu material.

Além da criação, o livro não deixa faltar com o momento da distribuição do material e relaciona os canais adequados aos formatos exigidos.

Vai forçar algumas tomadas de decisões também, como uma singela mudança de domínio que pode acarretar grandes upgrades.

No último bloco do livro, é tratada a atração de novos clientes e a otimização de resultados.

Um livro para constar em todo processo de crescimento da sua profissão, para ser lido e relido, e você será grato!

6. Nocaute: Como contar sua história no disputado ringue das redes sociais, de Gary Vaynerchuk

livro nocaute

Dos outdoors para a tela de um celular, muita coisa muda. Só não muda a intenção: pegar o cliente e, de preferência, “vencê-lo por nocaute”.

E “pegando o gancho” da metáfora com o boxe, o assunto do livro é dar um novo panorama à relação cliente-empresa com a migração da massa para as mídias sociais.

É na rede que o cliente tem autonomia para enfrentar o produtor, perguntar, reclamar, se vingar e até instigar a comunidade de consumidores a boicotar uma marca que os destratarem.

E é aí que a estratégia de combate da empresa deve procurar um treinamento. Na arena dos negócios, nem todas as lutas se ganham por nocaute.

Fazer o lead ou cliente rir, se distrair, brincar, interagir, são pequenas atitudes que criam empatia durante o negócio. Analisando o comportamento nas redes sociais, são encontradas técnicas que podem ser aplicadas diretamente na sua estratégia.

7. A cauda longa, de Chris Anderson

livro a cauda longa

“Cauda longa” foi um termo e conceito cunhado pelo próprio autor. E tem sido utilizado de modo interdisciplinar.

Do mercado de massa ao mercado de nicho, o livro serve a publicitários, financistas e empreendedores, além de, claro, profissionais do marketing e produtos de internet.

Esta cauda longa é o alcance de mercado a pequenos nichos, setores que são estudados por Anderson em suas especificidades.

Descobrir de antemão o que é que está sendo demandado no mundo virtual é o desafio de uma empresa de cauda longa. É sobre saber o que as pessoas estão buscando, ou não estão encontrando (e às vezes não sabem pedir).

A produção de conteúdo para internet também se pode considerar um exemplo de estratégia cauda longa, pois leva a nichos específicos. O YouTube, por exemplo, é onde pessoas de diferentes estilos, tribos e vidas têm oportunidade de tratar temas para públicos distintos, com a forma de capitalização de cada um.

Assim, a personalidade de cada uma das pessoas tem grande importância para a empresa: seus conteúdos, seus hábitos de internet, o que consomem.

Mais um livro para o marketing centrado no ser humano, além de simples clientes. Pessoas ouvem pessoas, e as empresas podem andar com elas, como se fosse uma delas.

8. Ideias que colam: Por que algumas ideias pegam e outras não, de Chip Heat e Dan Heath

livro ideias que colam

Simplicidade, surpresa, concretude, credibilidade, sentimentos e relatos: sucesso.

Esta chave em forma de sigla (traduzida do inglês) é a estrutura pela qual os autores apresentam suas ideias nesse livro que é mais uma pérola do marketing digital. Como fazer uma ideia colar?

Os atributos e temas citados acima são divididos para leitura em capítulos. Segundo a lista e o argumento, as ideias que mais colam no mundo possuem essas formas.

Seja para a internet ou mundo físico, o consumidor aponta para este lado.

Entretanto, o que parece brincadeira é apresentado com aspereza, por exemplo: logo no primeiro capítulo, um tapão. “Se você diz três coisas, não diz nada”.

Muita gente aí já poderia rever seu negócio… Tente criar uma frase compacta e profunda.

A obra continua suas provocações, intentando extrair o seu melhor. Os fatores seguintes vão divagando e citando exemplos interativos, sempre possíveis para seu negócio ou mesmo ideia em gestação.

É uma obra leve sobre criatividade, imaginação. É sobre o que você pode alcançar quando chegar a sua vez, e acredite: chegará.

9. Marketing digital na prática, de Paulo Faustino

livro marketing digital na pratica

Como criar a estratégia adequada de marketing digital para seu público consumidor?

A obra de Faustino explica os caminhos para gerar vendas pelos canais digitais, atento às dinâmicas que provocam mutação e tornam obsoletas certas estratégias e nichos da noite para o dia.

Para dar conta das inúmeras plataformas e ferramentas em oferta, é preciso saber certos princípios, pois o empresário é também um consumidor de infoprodutos, um cliente muito disputado, com capital procurando um alvo.

O livro foca na estratégia, ajuda a ser crítico e atento às ferramentas promissoras de marketing digital, capacitando também você a criar seu produto e buscar os próprios meios de fazê-lo acontecer.

10. Copywriting, de Paulo Maccedo

livro copywriting

Este artigo não passaria sem pelo menos um livro inteiro dedicado ao Copywriting.

Esta estratégia de negócio imersa em textos é um dos conceitos que tomaram conta do marketing contemporâneo. Agregado à cultura de massa e todos os meios de produzir conteúdo na internet, este nicho profissional tem arregimentado muita gente.

A obra deixa claro que um profissional do mundo digital, quanto mais voltado a textos criativos, mais precisa ler.

Não basta apenas leitura dinâmica e interpretação básica. É preciso conhecimento para citar autores, saber evocar um pensamento e repetir muitos bordões em formas e momentos diversos.

O conceito AIDA é usado: Atenção, Interesse, Desejo, Ação. Assim, você precisa criar um chamariz, saber captar e manter o cliente, agregar elementos que o façam confiável e saber a hora de invocar ação, ou seja, fazer o call to action.

Um livro de marketing para constar entre as melhores obras da área, guia do básico ao avançado para fazer acontecer, trazer confiança à sua marca e as pessoas até ela.

11. Spin selling, de Neil Rackham

livro spin selling

Como o marketing em si é sobre criar estratégias, técnicas e conceitos, vamos para mais um tipo de marketing para as vendas e negócios.

A metodologia Spin do autor tem o foco na atenção. É sobre treinar o ouvido.

Após uma pesquisa com mais de 35 mil gravações de ligações de vendas, Rackham formalizou seu estudo que deu base ao livro.

Traduzido, Spin: Situação; problema; implicação; suprimento.

Primeiramente, o método tradicional de vender, “conversando até o fechamento”, é criticado. Daí para a frente, com afinada análise do comportamento humano, é apresentado o conceito e as técnicas Spin, abrindo os princípios elencados para a conversão do cliente.

O ponto central do Spin é você focar na solução que sua marca oferece ao invés de ficar falando das características e vantagens dela, ou ficar comparando o que você oferece com os concorrentes. Lembrando que tentar reduzir o concorrente é uma forma perigosa de se afirmar na vida profissional.

Do modo como Rackhman convida a usar seu método e ensina, vale a pena conferir e compreender por que seu conceito tem tanto sucesso.

12. As armas da persuasão – Como influenciar e não se deixar influenciar, de Robert Cialdini

livro as armas da persuasao

O psicólogo e conhecedor da inteligência emocional afirma categoricamente que é mais fácil alguém comprar algo quando se torna simpático ao vendedor. Até aqui, nenhuma novidade, certo? Mas como você pretende ser simpático?

Já não é mais tempo de buscar uma venda aparecendo engravatado e sorridente para os clientes. Gel e pasta preta são a cara do empreendedorismo, do executivo, portanto, um perfil a se evitar quando não estamos afim de comprar.

Cialdini nos mostra as “armas de persuasão”: reciprocidade; compromisso e coerência; escassez; autoridade; afeição; aprovação social.

Em seguida, tal como Daniel Goleman, já citado em outras listas, o autor mostra quando e como acionar os gatilhos junto aos clientes.

Seres humanos são manipuláveis quando pegos em sua vaidade.

Porém, sobre persuasão, Robert Cialdini não deixa de lembrar a fronteira ética que implica uma venda forçada numa devolução e arrependimento.

13. Web Analytics 2.0, de Avinash Kaushik

livro web analytics

O livro oferece insights para analistas novos e especialistas. Ajuda no reconhecimento de pessoas que aportam em nossos sites, bem como lidar com o essencial Web Analytics.

Questões como métricas que devemos devotar atenção maior; como transformar números em ações pela análise de dados quantitativo e qualitativo, testes A/B e MVT; engajamento social e análises competitivas.

Um livro para profissionais e aprendizes, de linguagem acessível, esmiuçando uma ferramenta que cedo ou tarde teremos de lidar. Para constar na coleção de livros de marketing, para guia e consultoria.

14. Nunca almoce sozinho, de Keith Ferrazzi

livro nunca almoce sozinho

Um dos melhores livros de marketing, por ser pioneiro em um dos conceitos importantíssimos no mundo do marketing: o networking.

Separado em 31 capítulos, aborda, explica e mostra como passarmos de uma condição de desbravador solitário a líder ou, simplesmente, componente forte de uma cadeia de contatos.

O autor observa os componentes sólidos de um relacionamento, bem como valores, mitos e ações que fazem com que sejamos lembrados e queridos por nossos contatos. Para um mundo de comunicação em massa, cada informação pode ser passada com valor.

Um livro não só para a área do marketing. Importante para vencer a timidez e incrementar suas habilidades em se relacionar, bem como compreender os benefícios de semear amizades, visando o lucro capital e afetivo, que faz tão bem.

15. Posicionamento, de Al Ries e Jack Trout

livro posicionamento

“Ser o primeiro é melhor que ser o melhor”.

Produto, preço, ponto de venda e promoção. Este livro trabalha tomando como base os “4 P’s”, para o conceito de posicionamento, mais um sucesso no mundo do marketing.

O posicionamento não está nos produtos, mas na mente do cliente. É aí que você vai posicionar sua marca. Sendo o primeiro, aquele que será lembrado. Será uma palavra-chave. Um grande peixe num lago pequeno, e não o contrário.

Você não precisa criar algo novo para se posicionar, mas mexer com o que seus clientes já têm na mente. A mente não tem espaço para novidades complexas: na verdade, ela relaciona a sensação com alguma referência anterior.

Al Ries e Jack Trout são discípulos da simplicidade, primando pelo trabalho simples, direto e filtrado.

Com conceitos simples e funcionais como este, mas muito bem ensaiados, o best seller continua sendo recomendado desde que foi lançado, há mais de 10 anos, sendo sempre um livro de marketing atual e necessário na área e nessa lista.

16. A vaca roxa, de Seth Godin

livro a vaca roxa

A analogia é tão descontraída quanto genial.

Imagine estar viajando por uma região de fazendinhas, na paz, observando as vaquinhas espalhadas pelo pasto. No meio das tradicionais vacas malhadas, uma chama imediatamente a atenção. É uma vaca… roxa!

Você pararia seu carro para tirar uma foto de uma inédita vaca de cor roxa? Raríssimas pessoas responderiam “não”.

Pois é, a vaquinha roxa é seu produto.

Seth Godin é um mito entre os autores do marketing e foca sua obra em como criar um produto extraordinário.

Um produto “muito bom” pode te deixar rico, mas um “extraordinário” é o que o mercado precisa, mesmo que seja um seleto público.

Um livro para quem tem espírito empreendedor e também para quem já está estabelecido. Afinal, toda mercadoria comporta novidades.

17. Palavras que funcionam, de Frank Luntz

livro palavras que funcionam

Um livro que também poderia figurar numa possível lista de livros de PNL, este título estuda o poder das palavras, seu uso, posicionamento e entonação.

Frank Luntz é um consultor político e de comunicação, ou seja, sabe o que fala – literalmente.

Ele afirma que 80% de nossas vidas é emoção, sendo 20% intelecto. Assim, o modo que nos sentimos é o que mais interessa, por isso, temos aqui um livro diferenciado que não poderia faltar na lista.

18. Os 10 pecados mortais do marketing, de Philip Kotler

livro os 10 pecados mortais do marketing

Neste livro, uma lista “do que não fazer”. Afinal, às vezes, tentando acertar, erramos feio! E no mundo dos negócios, para alguns clientes, errar pode ser fatal.

Empreendedorismo é a escola onde errar custa mais caro, então, não perca essas dicas de quem tem experiência nos negócios. Soluções como equipe de vendas, foco no cliente e segmentação são apresentadas em um modo exequível.

Posicionando bem os conselhos e apontando falhas e faltas imperdoáveis, como pesquisas descabidas, aqui temos um livro de marketing com regras “negativas”, para fechar a lista atendendo a todas as necessidades, com autores de ideias diferentes.

Gostou dos melhores livros de marketing que escolhemos? Agora é com você!

Não existe bíblia do marketing digital, do empreendedorismo ou dos negócios.

Cada ideia, cada oportunidade, envolve sonhos e intenções de pessoas, aquelas que querem bombar com a ideia e aqueles que a comprarão, ou não: os consumidores.

Ser aceito pelos consumidores é um problema, um problema de todos nós que, direta ou indiretamente na vida, todo dia, trabalhamos para alguma marca, operamos interações comerciais em muitas atividades, até sem perceber.

As marcas, plataformas e corporações estão agindo a toda hora, movimentando dinheiro e produtos, para nossa alegria e disputa.

Mesmo que não haja vontade de entrar no jogo do empreendedorismo, fica a dica dessas obras que descortinam as estratégias e segredos por trás desse espetáculo que é o mercado.

Confira também nossa lista de livros sobre liderança e da prima do marketing, a lista dos melhores livros sobre persuasão.

Até a próxima!

Dica extra de leitura: Hacking Growth, de Sean Ellis. Vale a pena conferir também.

Milhares de Livros em Promoções Diariamente na Amazon! Se você ama ler, não pode perder.