Os 10 Melhores Livros sobre Economia

melhores livros de economia

As relações econômicas estão presentes na sociedade há milênios, sendo pauta de grandes discussões que aconteceram ao longo da história.

Devido à sua grande importância, a economia vem sendo cada vez mais estudada pelas pessoas que buscam entender melhor sobre o mundo que as cerca.

Se você é uma dessas pessoas, talvez já tenha percebido a grande quantidade de livros que existem sobre esse tema dentro da literatura.

Portanto, para que você não fique perdido e entre de vez nesse mundo da economia, trataremos a seguir sobre alguns dos melhores livros sobre economia para quem não quer perder nenhum detalhe sequer.

Não deixe de acompanhar, pois garantimos que você não vai se arrepender!

Economistas clássicos, os grandes expoentes dessa ciência

Como dito anteriormente, por se tratar de uma ciência bastante antiga, são diversos os autores que se debruçaram sobre o assunto e nos apresentaram as bases das relações econômicas.

Dentre esses autores, destacam-se dentro do meio acadêmico Karl Marx, Adam Smith e Robert Solow.

Porém, existem dezenas de outros economistas que ajudaram a revolucionar nossos entendimentos sobre a temática! E nós vamos apresentar a você alguns deles a seguir.

Vamos lá?

1. 50 ideias de economia que você precisa conhecer, Edmund Conway

livro 50 ideias de economia

Edmund Conway é um jornalista e editor chefe da aba de economia da Sky News, serviço de televisão britânico que opera 24 horas por dia na Inglaterra.

Nascido no ano de 1979, Conway se formou na universidade The oratory school, no ano de 1998.

Se você quer aprender mais sobre economia, mas não possui abundante tempo para isso, esse livro foi definitivamente feito para você!

Em “50 ideias de economia que você precisa conhecer”, Conway convida os leitores a conhecerem todos os mecanismos e engrenagens que regem a economia mundial.

Essa obra é construída a partir de 50 capítulos, que explicam desde o conceito mais básico, que fala sobre a oferta e demanda de trabalho, até conceitos mais avançados da sociedade contemporânea.

Esse livro faz parte da aclamada coleção britânica “50 ideias”, famosas por explicar fenômenos do mundo a partir de exemplos simples e práticos.

Não deixe de ler esse livro e conheça mais sobre a economia!

2. O capital, expoente da economia política, de Karl Marx

livro o capital

Karl Marx é um dos autores clássicos de livros de economia, demonstrando em suas obras um senso crítico muito afiado sobre o modo de produção capitalista.

Nascido no ano de 1818, Marx exerceu diversos papéis na academia, sendo considerado filósofo, sociólogo, historiador, economista e jornalista.

Em sua obra “O capital”, Marx utiliza de toda a sua dialética para explicitar com maestria todas as características do mercado da época, demonstrando as relações entre o trabalho e o ser humano.

Neste livro, o autor discute termos importantíssimos, como mercadoria, capital, mais-valia, lucro e juro, renda fundiária, reprodução simples e ampliada, entre outras mais que irão ajudar você a entender de vez todos os fatores que estão atrelados ao desenvolvimento de uma política econômica.

Vale lembrar que o livro está dividido em diversos volumes, portanto, não deixe de ler a obra completa!

Com certeza, uma leitura obrigatória que vai expandir ainda mais os seus conhecimentos.

3. A riqueza das nações, de Adam Smith

livro a riqueza das nacoes

Adam Smith, conhecido como o pai da economia moderna, foi um filósofo e economista britânico nascido no ano de 1723.

Em sua obra “A riqueza das nações”, o autor traz diversas considerações sobre as sociedades comerciais, as problemáticas associadas à divisão do trabalho, aos valores, às distribuições de renda e à acumulação de capital.

Esse livro é composto originalmente por 5 livros escritos de maneira separada ao longo do tempo, todavia, existem diversas edições condensadas que demonstram muito bem as ideias propostas por Smith.

Outro conceito muito importante elaborado pelo autor é a chamada “Mão invisível” do mercado, demonstrando como o mercado financeiro atua na regulação natural da economia entre as nações, sem precisar de intervenções estatais ou de órgãos externos.

Com certeza uma obra que merece uma posição na nossa lista de melhores livros sobre economia!

Não fique por fora e realize a leitura desse clássico.

4. Freakonomics: o lado oculto e inesperado de tudo que nos afeta, de Stephen J. Dubner e Steven D. Levitt

livro freakonomics

Stephen J. Dubner é um jornalista famoso nascido em Nova Iorque, nos Estados Unidos, no ano de 1963.

O co-autor deste livro, Steven D. Levitt, é um economista americano nascido na cidade de New Orleans, no ano de 1967.

O livro “Freakonomics: o lado oculto e inesperado de tudo que nos afeta” tornou-se um fenômeno de vendas e de premiações, sendo considerado como livro destaque pelo jornal The New York Times e melhor livro do ano pelo The Economist.

Esta obra dá origem a um novo campo de estudo, o Freakonomics, que demonstra que a economia, no seu cerne, se trata do estudo dos incentivos.

Os autores contam em detalhes os mecanismos que levam as pessoas a conseguir o que tanto desejam, principalmente quando o desejo é compartilhado entre outros indivíduos.

Este é um livro que possui uma abordagem completamente inovadora sobre a atividade econômica humana, trazendo pontos intrínsecos do sistema de vendas.

Por isso, também é um livro muito indicado para quem quer melhorar suas habilidades dentro do ramo de vendas.

Se você é uma dessas pessoas, não deixe de conferir a nossa lista que conta tudo que você precisa saber sobre os melhores livros de vendas de todos os tempos!

5. John Maynard Keynes, de Paul Davidson

livro john maynard keynes

Paul Davidson, é um grande macroeconomista americano nascido no ano de 1930, sendo considerado como um dos expoentes do pensamento e da corrente denominada como pós-keynesianismo.

No livro “John Maynard Keynes”, Paul Davidson tenta demonstrar aos leitores a importância do pensamento e da análise econômica fundamentada por Keynes, reconhecido por alguns especialistas como o maior pensador da economia do século XX.

Ao aprofundar-se na obra de Keynes, Davidson destrincha as escrituras e teorias deixadas por John, demonstrando a importância da sua fundamentação teórica e os impactos de seu pensamento dentro da ciência.

Composto por cerca de 344 páginas, esse livro vai apresentar tudo o que você precisa saber sobre as peculiaridades do desenvolvimento econômico.

Não deixe de ler essa obra escrita por um dos principais economistas do nosso tempo!

6. Rápido e devagar, de Daniel Kahneman

livro rapido e devagar

Daniel Kahneman, nascido no ano de 1934, é um teórico da chamada economia comportamental, que busca aliar temas como a economia com a ciência cognitiva, na tentativa de explicar de maneira efetiva os comportamentos aparentemente irracionais de gestão de risco pelos indivíduos.

Em seu livro “Rápido e devagar”, Daniel Kahneman apresenta aos leitores as duas formas de pensamento humano:

  • Forma de pensar rápida: caracteriza-se por ser baseada na intuição e na emoção das pessoas
  • Forma de pensar lenta: caracteriza-se por ser baseada na ampla deliberação e nos princípios da lógica

Também são abordadas as desvantagens do pensamento rápido, como o vício e o defeito de processamento diante do pensar.

As impressões relacionadas à intuição, por sua vez, geram comportamentos como aversão à perda, exacerbação de confiança durante as tomadas de decisão estratégica e a dificuldade de se estabelecer um parâmetro que nos trará felicidade futuramente.

Abordando tantos temas relacionados ao dia a dia da nossa vida, esse livro também ganha um lugar na nossa lista de melhores livros sobre economia.

Realize a leitura dessa obra que tem mudado a vida das pessoas e se surpreenda!

7. Por que as nações fracassam, de Daron Acemoglu

livro por que as nacoes fracassam

Daron Acemoglu é um economista turco nascido em 3 de setembro de 1967, possuindo cargo como professor de uma das mais renomadas universidades do mundo, o Instituto de Tecnologia de Massachusetts, mais conhecido pela sua sigla MIT.

Em “Por que as nações fracassam”, Daron Acemoglu busca responder algumas questões feitas há muito tempo por diversos cientistas e estudantes:

  • Por que existem algumas nações com tanta riqueza e outras com tanta pobreza?
  • Por que existem países com fartura em termos de alimentos e outros com tanta fome?
  • Por que existem países que são referências em saúde e outros com tantas doenças?

Por meio de um texto elucidativo, Acemoglu tenta demonstrar aos leitores sobre como os sistemas de finanças são construídos, sem deixar de mostrar as desigualdades sociais que nos assolam na vida real.

Acemoglu e seu co-autor James Robinson dizem nesta obra que os países podem deixar a pobreza apenas por meio de instituições econômicas adequadas, defendendo desta forma direitos como a propriedade privada e a livre concorrência mercantil.

Os autores também defendem que quanto maior a democracia, maiores as chances de uma nação prosperar economicamente falando.

Esse livro com certeza dispõe de uma leitura bastante edificante, ajudando estudantes e professores a entender melhor sobre economia.

Confira!

8. O capital no século XXI, de Thomas Piketty

livro o capital no seculo xxI

Thomas Piketty é um economista francês nascido no ano de 1971, tendo como forte característica em suas escritas a necessidade da taxação das grandes fortunas por meio do Estado.

Em seu livro “O capital no século XXI”, Piketty fala sobre como a concentração de riquezas nas mãos de poucas pessoas é prejudicial à economia, gerando com isso um crescimento exponencial da desigualdade social.

Essa imagem construída pelo autor gerou, no meio acadêmico e nas redes sociais, grandes discussões, fomentando muito as discussões econômicas que se encontravam estagnadas no mundo.

Esse livro foi fortemente elogiado por muitos ganhadores do prêmio Nobel, dando a esta obra um prestígio ainda maior.

Construído após 15 anos de uma pesquisa extensiva e de uma ampla coleta de dados, esse livro faz um apanhado histórico de fatos que derivam do século XVII, onde foram analisados mais de 20 países do mundo todo.

Uma das conclusões de Piketty é de que o capitalismo é promotor de um círculo vicioso de desigualdades sociais, por isso, o mesmo deve ser regulado de maneira eficiente pelos órgãos estatais.

Esse é um dos livros mais importantes da nossa história recente, no que se refere aos conhecimentos relacionados à economia.

Dê uma olhada neste livro e tire suas próprias conclusões! Garantimos que você não vai se arrepender.

9. A grande degeneração, de Niall Ferguson

livro a grande degeneracao

Niall Campbell Ferguson, é um historiador nascido na Escócia no ano de 1964, atualmente, Ferguson é responsável por lecionar história na Universidade de Harvard, reconhecida por muitos como a melhor universidade do mundo.

Nesse livro, Ferguson discorre sobre a crescente degeneração econômica do mundo Ocidental, marcada por diversos fatores como o lento crescimento da economia, dívidas altas, fragilidade das leis, população cada vez mais velha e comportamentos antissociais.

Ferguson diz que os motivos relacionados ao aumento desses fenômenos podem estar associados a quatro instituições de grande importância no mundo ocidental:

  • O governo representativo
  • O livre mercado
  • O Estado de direito
  • A sociedade civil

Com uma análise maestral, Ferguson aponta os diferentes dispositivos que levam o ocidente a esse constante processo de recessão.

Obra imperdível capaz de satisfazer os leitores mais exigentes.

10. História do pensamento econômico – uma perspectiva crítica, de Mark Lautzenheiser

livro historia do pensamento economico

Não poderíamos fechar nossa lista sem citar o renomado economista Mark Lautzenheiser, professor emérito de economia na Universidade de Utah.

Neste livro, Mark apresenta aos leitores a história do pensamento econômico, abordando de maneira crítica a forma como os teóricos de antigamente apresentavam suas ideias.

Com uma análise completa, que vai desde Adam Smith e Karl Marx até os economistas mais recentes, esse livro é amplamente utilizado nos mais renomados cursos de graduação do nosso país.

Mark demonstra ainda que o conhecimento econômico e a economia não são isentos de valores, sendo continuamente modificados segundo o contexto histórico e cultural ao qual estão atrelados.

Representando em suas 512 páginas as diferentes crises econômicas sofridas pelas nações no decorrer do tempo, esse livro fecha a nossa lista que conta tudo sobre os melhores livros sobre economia.

Conheça outros conteúdos no blog Mural dos Livros

Sabemos que conhecimento nunca é demais, por isso, temos o compromisso de ajudar nossos leitores a alcançar sempre os melhores resultados no seu processo literário.

Sabendo disso, não deixe de conhecer outras listas que já foram publicadas em nosso blog. Todas são construídas com muita qualidade e responsabilidade.

Confira:

Boa leitura e até a próxima!