Resumo do Livro Viagem ao Centro da Terra, de Júlio Verne: Análise Completa da Obra

“Viagem ao centro da Terra” é um livro de ficção científica escrito por Júlio Verne, que foi lançado no ano de 1864, tornando-se posteriormente um clássico e uma referência do gênero ficção.

Com aproximadamente 328 páginas, esta obra-prima é capaz de transportar os leitores para um incrível mundo desconhecido dentro do nosso próprio planeta.

Ao enfrentar diversos perigos e uma incrível aventura, os personagens desse livro instigam a criatividade e cativam as pessoas há mais de 150 anos!

Por mais incrível que pareça, alguns especialistas acreditam que a obra foi inspirada em algumas visitas de Verne a Noruega e a alguns países escandinavos. Impressionante!

Realmente é uma leitura imperdível que abrange até os mais refinados gostos em literatura. Pensando nisso, preparamos um resumo do livro “Viagem ao centro da Terra” para você, leitor, ter um primeiro contato com esse livro tão aclamado.

Vamos nos aprofundar no resumo do livro?

Antes de iniciarmos o resumo do livro, vamos apresentar a você um breve panorama dos personagens principais que fazem parte da trama desta obra tão querida:

  • Professor Otto Lidenbrock: Um renomado cientista alemão que tinha uma personalidade forte, caracterizando-se por ter muita coragem, curiosidade, bravura e impaciência
  • Axel: Trata-se do jovem sobrinho do Professor Otto
  • Graüben: Mulher a quem Axel amava, sendo esta a sobrinha do professor Otto
  • Hans: Excêntrico guia que acompanhou Axel e o professor Otto Lidenbrock durante toda sua aventura
  • Marthe: Empregada da casa do professor

Ponto de partida do livro “Viagem ao centro da Terra”: a descoberta do professor Lindenbrock

No início da história, o professor Otto, profissional formado em geologia e mineralogia em Hamburgo, na Alemanha, encontra um pergaminho escrito por um sábio alquimista islandês, no século XVI.

Otto fica maravilhado com a estrutura antiga do pergaminho, porém, o sujo e antigo documento estava escrito em uma linguagem rúnica extremamente antiga, dificultando a leitura e o entendimento de suas palavras.

Não aguentando de curiosidade, o professor pede a ajuda de seu sobrinho Axel, que prontamente começa a auxiliar seu tio a desvendar aquele mistério.

Após muito esforço e determinação, a dupla consegue desvendar todo o conteúdo presente naquela mensagem, deixando os homens de queixo caído.

O segredo revelado após os incansáveis estudos de Otto e seu sobrinho

Os dois se juntam para ler o antigo documento, descobrindo que o alquimista contava sobre uma hipotética trilha que se localizava na cratera do monte Sneffels, um vulcão muito grande e bastante conhecido, que ficava na Islândia.

Segundo o alquimista, quem perseguir essa trilha até o final, alcançará um lugar nunca antes imaginado pelo geólogo: o centro da Terra.

Tal informação deixada pelo manuscrito deixa o cientista Otto aturdido. Para ele, conhecer o que estava além da superfície terrestre era um sonho muito antigo.

Nesse momento, o professor manda Axel arrumar duas malas, pois os dois iriam partir para a Islândia, em busca do centro da Terra.

Axel não teve tempo nem de pensar a respeito. Quando voltou a si, os dois já estavam embarcando para a longa viagem.

A chegada do professor Otto e seu sobrinho Axel na Islândia

Após aproximadamente uma semana e três dias de viagem, Axel e seu tio chegaram à Islândia.

Por se tratar de um país de temperatura extremamente baixa, capaz de congelar qualquer ser humano em questão de minutos, Axel e Otto temem em se aventurar sozinhos por aquelas terras.

Os dois começam a fazer avaliações para escolher um guia confiável, que tenha bastante conhecimento na geografia da região.

Nesse momento, os personagens são apresentados a Hans Bjelke, um guia e explorador local que se dispõe a levá-los por todo o percurso objetivado pelos dois.

Em um primeiro momento, o tratado entre Hans e Otto foi feito para que o guia os levasse apenas até o pequeno vilarejo de Stapi, porém, o senso aventureiro de Hans fez com que o homem os acompanhasse durante todo o caminho.

Para fazer essa viagem, o trio utilizou 4 cavalos como montaria e diversos equipamentos para ajudar em sua orientação, como bússolas, cronômetros, manômetros e termômetros.

Hans, Otto e Axel chegam à cratera do monte Sneffels: o início da jornada ao centro da Terra

Continua a história e os aventureiros chegam à tão aguardada cratera do vulcão Sneffels.

Apesar dos olhares atentos de todos os envolvidos, eles não conseguiram identificar o caminho que daria acesso ao interior da Terra.

Após muito explorarem, o tio de Axel grita o nome de seu sobrinho, dizendo de maneira muito entusiasmada “Axel! Corra logo para cá!”

O jovem se surpreende ao ver que o professor Otto apontava para uma pedra muito antiga que estava localizada no centro da cratera.

Ao se aproximarem da rocha, os dois cientistas e o guia islandês Hans ficam estupefatos com o nome escrito em caracteres rúnicos e antigos: Arne Saknussem.

Arne Saknussem era o nome do alquimista que escrevera o pergaminho decifrado por Otto e Axel.

Naquele lugar, estava o caminho para que os personagens adentrassem ao misterioso e inóspito centro da Terra.

Otto Lidenbrock, Hans e Axel começam sua aventura pelo centro da Terra

À primeira vista, os aventureiros já sentem o aumento da temperatura que aquele lugar tinha.

Acostumados com os ventos gelados da Islândia, os três devem se adaptar ao novo ambiente, tentando se refrescar do calor escaldante de alguma forma.

Os três avançam pelo interior da terra, passando por ambientes mágicos que fazem com que o leitor também se veja nesta maravilhosa viagem

Dentre os ambientes descritos pelo autor, podemos citar:

  • Florestas repletas de cogumelos dos mais variados tamanhos e cores, alguns muito diferentes do que conhecemos
  • Poços de profundidade desconhecida, exalando água quente por todo o ambiente
  • Corredores extremamente estreitos: alguns eram tão apertados que um homem mal conseguia se locomover dentro deles
  • Criaturas pré-históricas, como os incríveis e já extintos mastodontes
  • Rios de lava ardente, onde qualquer escorregão seria fatal

Segundo a história, o centro da terra possuía até um céu secundário com nuvens, um mar e algumas ilhas flutuantes.

Toda a jornada dos protagonistas é descrita de maneira muito realista por Verne.

Final da obra de Júlio Verne

Após todas as aventuras vividas pelo trio em sua viagem ao centro da terra, Otto, seu sobrinho Axel e Hans tem um final fantástico, assim como todo o decorrer do livro.

Ao se aproximarem de um vulcão localizado em Stromboli, cidade que fica na Itália, os três aventureiros são lançados para fora do centro da Terra, não sofrendo um arranhão sequer durante o processo.

Um livro realmente incrível, não é? Não deixe de conferir essa obra-prima de Verne!

Sobre o autor Jules Verne

Jules Gabriel Verne, conhecido no Brasil como Júlio Verne, foi um escritor nascido no dia 8 de fevereiro de 1828, na cidade de Nantes, na França.

Verne foi um dos escritores mais influentes e traduzidos da história, com um portfólio de impressionantes 100 livros, traduzidos para mais de 148 línguas no mundo todo.

Durante toda sua vida literária, Júlio Verne escreveu diversos livros que tinham como temática principal histórias que apresentavam diferentes modelos científicos.

Verne é amplamente admirado pela crítica e pelos leitores, sendo responsável por instigar a leitura de diversas gerações durante os séculos.

Em cada página de seus livros, as pessoas podem encontrar absolutamente tudo que um leitor pode pedir.

Júlio Verne com certeza é um gênio na escrita de livros do gênero romance.

Se você ainda não teve o prazer de entrar em contato com sua obra, deve fazer isso o mais breve possível.

Análise do livro Viagem ao centro da Terra

Escrito no século XIX, esse livro muitas vezes é considerado como o precursor do gênero de ficção científica.

O autor consegue transitar com maestria entre a realidade e a ficção durante a escrita desse livro, utilizando inclusive de conhecimentos científicos que não eram sequer conhecidos na época de sua primeira publicação.

Todo esse rigor científico provém de uma característica muito interessante de Verne, que é descrito como um grande entusiasta da ciência.

A história, narrada em primeira pessoa por Axel, é um marco da literatura mundial, tendo vendido milhões de cópias durante toda sua história.

Este livro é amplamente resenhado em diversas escolas dos mais variados níveis de ensino, devido à linguagem relativamente acessível utilizada pelo escritor durante a construção desta história.

Com uma estrutura invejável, é muito difícil encontrar um defeito nessa brilhante publicação de Júlio Verne. Por isso, reforçamos: não deixe de ler!

Conheça outras obras do magnífico escritor Júlio Verne

Com uma imensa historiografia, Verne é responsável por escrever diversos livros de imenso sucesso.

Dentre essas obras, podemos destacar algumas:

  • Vinte mil léguas submarinas (publicado no ano de 1870)
  • A volta ao mundo em 80 dias (publicado no ano de 1873)
  • A ilha misteriosa (publicado no ano de 1875)
  • Da Terra à lua: viagem direta em 97 horas e 20 minutos (publicado no ano de 1865)
  • Os filhos do capitão Grant (publicado no ano de 1867)
  • A jangada (publicado no ano de 1881)

É claro que essas são apenas algumas das obras de destaque desse fantástico escritor. Como dissemos, sua obra é extensa. Vale a pena se informar sobre todos os livros de Júlio Verne e, então, escolher a leitura que mais tem a ver com o seu momento.

Curtiu nosso resumo do livro “Viagem ao Centro da Terra”? Então, confira também outros resumos que já publicamos aqui no blog Mural dos Livros: