Os 8 Melhores Livros de Gestão Empresarial

melhores livros gestao empresarial

Construir estratégias para ampliar a competitividade no mercado implica uma busca muito séria por informações acerca da empresa e seu funcionamento. Exige também certo nível de intimidade com sua operação.

Selecionamos 8 dos melhores livros de gestão para esclarecer sobre domínios e iniciativas que podem transformar a sua empresa!

No contexto de aperfeiçoamento e desenvolvimento estratégico, o gestor se torna um dos agentes de transformação mais potentes dentro de uma empresa. Seu treinamento exige o aperfeiçoamento contínuo, sua experiência proporciona maior acesso ao planejamento.

É uma peça chave para a construção ou a assimilação de novas práticas a quem uma boa leitura pode auxiliar.

A ideia principal desta lista é fornecer para nossos leitores conteúdos que tratam desde a atitude mental do gestor de sucesso, de sua inteligência emocional e suas relações interpessoais, até as estratégias que levaram gestores comuns a superarem as limitações do mundo dos negócios.

Vamos conferir?

Livros com Desconto
Compre livros com desconto Amazon
3

Os 8 melhores livros de gestão empresarial

Chegou a hora de você conhecer mais detalhes sobre 8 best sellers de gestão empresarial. Boa leitura!

1. Empresas feitas para vencer (2001), de Jim Collins

livro empresas feitas para vencer

Jim Collins é uma das referências contemporâneas em gestão empresarial e liderança no mercado, seus livros já foram traduzidos para mais de 30 idiomas e é considerado por especialistas em finanças como  o novo Peter Drucker da administração.

São momentos importantes aqueles em que refletimos sobre a eficiência da gestão empresarial, os momentos em que refletimos a competitividade, em que pensamos o diferencial de uma gestão de nível mediano para aquelas cujo sucesso é inegável.

Quais foram as iniciativas que levaram empresas medíocres aos níveis de excelência que possuem hoje? Como se mantêm assim? O que têm em comum aqueles que parecem ter sido feitos para vencer?

Orientado por estas questões, inescapáveis no âmbito da gestão, Jim Collins realizou uma extensa pesquisa sobre o funcionamento das corporações norte-americanas, produzindo ótimas entrevistas com alguns dos seus executivos.

Tratou de seus hábitos e estratégia competitiva, obtendo informações que mais tarde se tornaram um livro.

O best seller “Good to Great”, em português “Empresas feitas para vencer”, foi publicado em 2001. É um livro sobre o que foi decisivo para aquelas empresas que venceram.

Essa obra nos traz um tipo de conhecimento muito poderoso a respeito de como compreender as circunstâncias da empresa em relação ao seu mercado, trazendo também importantes contribuições sobre os papéis de uma boa liderança na organização interna da empresa.

2. Como fazer amigos e influenciar pessoas (1ª ed. 1936), de Dale Carnegie

livro como fazer amigos e influenciar pessoas

Habilidades de comunicação são fundamentais para a criação de pontes entre pessoas e também são super desejáveis no âmbito da gestão empresarial, sejam agindo direta ou indiretamente como estratégia competitiva.

Este obra, cuja primeira edição é da década de 30, é um sucesso até os dias de hoje!

A sua leitura é indispensável para quem quer aperfeiçoar o contato interpessoal e se tornar uma liderança confiante e atrativa.

“Como fazer amigos e influenciar pessoas” se organiza como um compilado de técnicas que podem tornar mais atrativas suas maneiras de pensar e agir, trazendo reflexões sobre a postura do líder que se preocupa com o aperfeiçoamento contínuo ao lidar com os outros, sejam eles clientes, funcionários ou colegas de trabalho.

O livro de Dale Carnegie, que já ultrapassou a 50ª edição com mais de 50 milhões de cópias vendidas, traz lições que têm sido utilizadas de modo muito positivo, aproximando pessoas e as desviando de atritos desnecessários, indispensável para tratar da tensão presente no mundo corporativo.

Confira alguns dos principais temas abordados neste livro:

  • Técnicas fundamentais para lidar com pessoas
  • Formas de fazer com que as pessoas gostem de você
  • Como se tornar uma liderança que mude pessoas sem ofensa ou ressentimento

Esse é um livro que prova que o sucesso na gestão das empresas nem sempre é alcançado na figura de uma empresa que bate recordes de vendas todos os anos, evidentemente há sucesso no domínio do mercado.

No entanto, há também o sucesso no domínio de estratégias de aproximação, onde o ambiente favorável é muitas vezes central para concluir um negócio.

Nesse caso, outros conteúdos precisam ser trabalhados pela figura do gestor de empresas, e incluí-los na reflexão é um passo importante.

Ainda que você não tenha se tornado responsável pelo planejamento, aprender como fazer amigos e influenciar pessoas pode mudar sua vida.

Aproveite para ler também nossa seleção com os 17 melhores livros sobre inteligência emocional clicando aqui.

3. Peter Drucker: melhores práticas: como aplicar os métodos de gestão do maior consultor de todos os tempos para alavancar os resultados do seu negócio (2017), um livro de William A. Cohen

livro peter drucker

Quando falamos de Drucker, estamos falando de ninguém mais ninguém menos do que o pai da administração moderna.

Sendo um dos mais reconhecidos pensadores com estudos sobre os efeitos da globalização na economia e nas organizações, foi também um renomado consultor de gestão empresarial.

A presente obra “Peter Drucker: melhores práticas” foi escrita por um de seus alunos, o primeiro graduado no PhD criado por Drucker, William A. Cohen.

Cohen, que seguiu os passos do professor e também se tornou um grande especialista em estratégia e liderança, atuando como consultor e professor, é atualmente um dos maiores defensores do legado de seu mestre através de seus livros e palestras.

Esse livro sobre gestão proporciona aos novos empreendedores um amplo instrumental exposto de maneira clara e objetiva.

Cohen detalha algumas das práticas de gestão adotadas pelo mestre em gigantes como a General Electric, onde prestou consultoria, reúne as melhores técnicas e metodologias aplicáveis e expõe de maneira acessível e interessante o poderoso conhecimento obtido ao longo dos mais de 40 anos de carreira de Peter.

4. Rápido e devagar: duas formas de pensar (2011), de Daniel Kahneman

livro rapido e devagar

Instigante, aborda com clareza aspectos centrais dos processos de tomada de decisão a partir de uma perspectiva psicológica e conta com pareceres muitíssimo favoráveis de grandes jornais como The Economist, The New York Times e revistas como Financial Times.

Seu autor, Daniel Kahneman, é um psicólogo de origem israelense. Ele combina o conhecimento das áreas de economia e psicologia em um tipo de teoria que hoje tratamos como economia comportamental. Certamente, compreender um pouco sobre esses processos decisórios pode trazer vantagens quando buscamos uma estratégia competitiva.

O autor trata o pensar a partir de dois sistemas diversos com características particulares:

  • O primeiro, baseado em formas rápidas de tomada de decisão, possui um caráter mais emocional e bastante intuitivo, menos racional do que acreditamos estar sendo quando utilizamos
  • O segundo sistema opera de forma um pouco mais lenta e racionalizada, conferindo uma segurança um pouco maior dos resultados obtidos a partir dele

O conteúdo do livro se divide em cinco partes:

  • Apresentação dos dois sistemas da mente
  • Dificuldade de se pensar estatisticamente
  • Confiança excessiva no que se acredita saber
  • Tomada de decisões
  • Dois eus

Kahneman tem parcerias de longa data com outros grandes nomes da ciência cognitiva como Amos Tversky. No ano de 2002 foi agraciado com o prêmio Nobel de economia por seu trabalho na aplicação de percepções psicológicas à teoria econômica, focado na área de julgamento e tomada de decisão sob incerteza.

O autor também foi citado em nossa lista de livros de psicologia.

5. A quinta disciplina (1990), o raciocínio sistêmico de Peter Senge

livro a quinta disciplina

Ilustre em nosso artigo, considerado pela revista The Financial Times como um entre os cinco maiores livros sobre negócios de todos os tempos. “A quinta disciplina” é de autoria do prestigiado professor sênior do MIT(Massachusetts Institute of Technology), Peter Senge.

O autor apresenta nessa obra uma perspectiva essencial para uma organização empresarial bem-sucedida, a partir do conceito de raciocínio sistêmico, cuja compreensão é indispensável para o empreendedor.

De forma bastante clara, o autor introduz a problemática existente na tendência contemporânea de desdobramento dos problemas em partes, principalmente  quando tratamos de uma organização empresarial. Embora essa perspectiva de análise fragmentada seja bastante atrativa para o empreendedor, pode não contribuir com a melhoria da performance da organização.

O autor nos alerta sobre a necessidade de resgatarmos a capacidade de observar empresas como um sistema de forças combinadas, interligadas e dependentes umas das outras, o que ele chama de perspectiva sistêmica.

Diante desse panorama de complexificação e dinamização dos negócios, Senge advoga em favor da aprendizagem organizacional, onde o trabalho precisa ligar-se profundamente à aprendizagem.

O autor sugere que podemos atingir a percepção sistêmica através do domínio de cinco disciplinas da organização de aprendizagem:

  • Domínio pessoal: disciplina que tem como função expandir as capacidades internas e proporcionar um ambiente participativo
  • Modelos mentais: disciplina que tem por objetivo permitir que as partes reflitam sobre a própria percepção
  • Objetivos comuns (visão compartilhada): um tipo de disciplina que estimula o compromisso e engajamento
  • Aprendizado em grupo: possibilita que a capacidade do “fazer coletivo” seja maior que a soma dos talentos individuais, ou seja, ultrapassamos as capacidades individuais permitindo à organização inovar
  • Raciocínio sistêmico: disciplina que é o alicerce da organização que aprende

6. Os sete hábitos das pessoas altamente eficazes (1989), de Stephen R. Covey

livro os 7 habitos das pessoas altamente eficazes

Entre os must reads da  gestão empresarial, o que não poderia ficar de fora desta lista é este clássico de Stephen R Covey.  Ao tratar de construir hábitos de pessoas eficazes, Stephen Covey impacta de forma singular na gestão, atuando num nível fundamental da ideia de eficiência.

Covey nos esclarece a respeito de um estágio de interdependência onde a experiência prova que neste mundo não trabalhamos isolados, e que devemos utilizar isto em favor do aperfeiçoamento, seja próprio, seja organizacional.

O autor reconhece essa transformação, saindo do estágio de dependência em direção a interdependência, como algo amadurecido. Um fenômeno característico de uma organização, próprio para as lideranças, fundamental para a conquista e manutenção dos objetivos.

A obra, que é a mais famosa do autor, vendeu mais de 25 milhões de cópias na sua versão impressa, com tradução para quase 40 idiomas. Foi também o primeiro audiolivro de não ficção produzido nos Estados Unidos. Certamente, eficaz.

Os sete hábitos das pessoas altamente eficazes, mencionados no livro, são:

  • Seja proativo
  • Inicie tendo uma finalidade em mente
  • O mais importante vem primeiro
  • Pensamento Ganha-Ganha (não é necessário que alguém perca para que outro ganhe)
  • Procure compreender, antes mesmo de querer ser compreendido
  • Sinergia (o resultado do trabalho em equipe é maior que a soma dos trabalhos individuais)
  • Afine seu instrumento: a melhoria deve ser contínua

7. Marketing 3.0 (2010), Philip Kotler

livro marketing 3.0

O livro “Marketing 3.0” trata de sensíveis transformações no âmbito do consumo que impactaram profundamente na maneira como se trabalha o marketing. Foi escrito por um dos mais reconhecidos mestres do marketing, Philip Kotler, em parceria com Hermawan Kartajaya e Iwan Setiawan.

Hoje o consumo é rápido, global, a demanda é por uma experiência que satisfaça o cliente em um nível inédito: interno, cuja satisfação exige o conhecimento mais aprofundado do seu público-alvo.

Essas transformações movimentaram o foco do marketing para uma abordagem mais centrada no ser humano. Reconhecendo como mais adequada essa abordagem, Kotler propõe que essa modalidade supera as versões 1.0 e 2.0 do marketing, voltadas respectivamente para o produto e para o consumidor.

Em certa medida isso conferiu a quem realiza a compra um certo poder até então não enfatizado pelos produtores dessas propagandas. Nas atuais circunstâncias é indispensável não considerar os elementos internos da tomada de decisão.

O novo paradigma do consumo envolve mais do que apenas cumprir uma demanda ou saciar um desejo. Essa transformação leva em conta o atual modo consumo que fica cada vez mais evidenciado ao longo do processo de popularização da internet.

Aproveite para ler também nossa seleção com os 11 melhores livros sobre gestão de pessoas clicando aqui.

8. O ponto da virada (2000), Malcolm Gladwell

livro o ponto da virada

Quando iniciamos um negócio, muitas vezes não ficam muito claras as formas de atrair o grande público, como ultrapassar a condição de desconhecido diante do potencial cliente ou como atingir o ponto de virada.

Popularizar uma ideia parece tão complexo que fica difícil localizar, num primeiro momento, as regras por trás dos fenômenos de proliferação.

O último título da lista é d  jornalista britânico Malcolm Gladwell, escritor por trás de best-sellers como “Outliers” e “Blink”.

Publicado no ano de 2000, “O ponto da virada” aborda os elementos presentes em situações que se tornaram epidemias sociais, trata dos elementos comuns no processo de popularização de ideias, marcas e produtos que viralizaram.

Gladwell não nos deixa esquecer que “o mundo – por mais que queiramos – não corresponde àquilo que a nossa intuição nos diz”.

Através de estudos de caso sobre estes fenômenos sociais não-lineares do “tipo contágio”, identifica três fatores cruciais:

  • A regra dos eleitos (o contágio depende de pessoas com certas habilidades: Experts, Comunicadores, Vendedores)
  • O poder de fixação (o objeto do contágio precisa ter condições de se manter na memória)
  • O poder do contexto (epidemias dependem de circunstâncias para proliferar, indivíduos precisam estar sensíveis ou sensibilizados)

Outras recomendações do mesmo autor podem ser vistas aqui.

Gostou dos melhores livros que selecionamos?

Os livros presentes nesta lista não possuem leitura complexa, podendo ser feitas com bastante tranquilidade.

Os títulos foram cuidadosamente escolhidos para que cada minuto gasto em aperfeiçoamento fosse feito a partir de uma leitura prazerosa, repleta de conteúdo que pudesse favorecer o estabelecimento de estratégias competitivas.

Nem todos os livros vão contemplar diretamente as suas dúvidas sobre o mundo dos negócios, mas certamente alguns podem servir de suporte para investigações posteriores, abrir os olhos para questões importantes e até auxiliar em algum planejamento de estratégia no futuro.

Mantenha uma busca ativa, pois são temas bastante amplos e muito atuais!

Uma vez que encaramos a missão de aperfeiçoar a gestão da empresa, é importante nos atentarmos aos objetivos e resultados, compreender se são adequados ou não para atingir metas definidas. Os princípios de uma gestão estratégica devem estar alinhados com a melhoria do desempenho e performance,  pessoal e de equipe.

A quantidade de contribuições a partir desses livros para a área de gestão é bastante significativa, cabendo ao empreendedor se apropriar dos conhecimentos e ferramentas mais convenientes dessas obras para o seu modelo de negócio.

Boa leitura!