Os 19 Melhores Livros de Auto Ajuda

melhores livros de auto ajuda

Os melhores livros de auto ajuda costumam figurar entre os campeões de vendas em livrarias e sites especializados. Afinal, eles têm um lugar cativo na preferência de muitas pessoas!

De fato, esse ramo da literatura auxilia muita gente em seu desenvolvimento pessoal e profissional.

Isso porque os melhores livros de autoajuda hoje em dia são escritos por autores especializados nas mais diversas áreas – de psiquiatras a monges, de publicitários a diretores executivos.

Assim, os melhores livros de autoajuda atualmente não são meros propagadores de mensagens de apoio.

Afinal, alguns são verdadeiros guias para trabalharmos melhor o nosso tempo e sabermos usufruir ao máximo a nossa rotina.

Hoje vamos apresentar alguns best-sellers entre os livros de autoajuda. Todos eles fazem sucesso entre seus leitores.

Explorando os Melhores Livros de Autoajuda

Quer conhecer os detalhes de cada uma das sugestões recomendadas?

Confira um breve resumo de cada obra e escolha aquelas que melhor se encaixar às suas necessidades.

1. A Sutil Arte de Ligar o F*da-se, de Mark Manson

livro a sutil arte de ligar o foda se

O autor, Mark Manson, fez desse um dos mais procurados livros de autoajuda dos últimos tempos.

O curioso é que, para tanto, ele fugiu da abordagem tradicional.

No best-seller A Sutil Arte de Ligar o F*da-se, o autor Mark Manson mostra que você não é tão especial quanto imagina ou querem que você se imagine. E que isso é algo bom!

É ou não um livro de autoajuda diferente?

Dessa forma, o autor mostra em linguagem simples que é um erro se deixar abater quando as coisas não dão certo. Afinal, isso não vai acontecer o tempo todo.

E é justamente por isso que ligar o foda-se pode se tornar libertador.

A Sutil Arte de Ligar o Foda-se está disponível tanto em livro de autoajuda de capa comum, quanto para dispositivos Kindle. A obra tem 224 páginas.

2. O Milagre da Manhã: O segredo para transformar sua vida (antes das 8 horas), de Hal Elrod

livro o milagre da manha

Hal Elrod mostra neste livro que alterar a rotina matinal pode representar uma melhora substancial na sua qualidade de vida.

O autor propõe uma mudança de hábitos que começa por acordar cedo e, por 30 dias, exercer uma rotina de disciplina, clareza e desenvolvimento pessoal.

A proposta de Hal Elrod nesta obra com mais de um milhão de livros vendidos no Brasil pode melhorar sua vida pessoal e profissional.

Tudo isso baseado no desenvolvimento de seus potenciais e de suas próprias habilidades.

Além disso, em O Milagre da Manhã, Hal Elrod ensina as pessoas a desenvolverem seus objetivos a cada dia.

Como o livro ensina, é hora de acordar e conquistar todo o seu potencial.

3. O Poder do Agora, de Eckhart Tolle

livro o poder do agora

Eckhart Tolle é simples e direto nesta obra de 224 páginas, que figura entre os melhores livros de autoajuda.

Ele nos mostra que passamos muito tempo fazendo planos e nos cobrando pelo passado – o que nos impede de usar melhor o presente.

O livro procura nos mostrar que o segredo para uma vida melhor é investir mais no nosso momento.

E a espiritualidade está presente.

Para isso, Eckhart Tolle elaborou um guia que une conceitos do cristianismo, do budismo, do hinduísmo, do taoísmo e de outras tradições espirituais.

Em O Poder do Agora você vai encontrar um manual prático para termos consciência dos pensamentos e das emoções que muitas vezes nos impedem de termos mais paz interior e alegria.

Esse é um daqueles que podem ser incluídos em qualquer lista de melhores livros de autoajuda.

4. O Poder do Hábito, de Charles Duhigg

livro o poder do habito

Este livro de Charles Duhigg lidera algumas das principais listas de mais vendidos.

O autor mostra neste livro de autoajuda exemplos de pessoas que tiveram enorme êxito em suas vidas a partir de mudanças em seus padrões de comportamento.

Há exemplos em todos os níveis.

Um deles é uma jovem que parou de fumar e correu uma maratona.

Outro é de um diretor-executivo de uma empresa que era desconhecido do mercado, mas a leva a ter um dos melhores desempenhos na Dow Jones.

Tudo isso focando em mudança de hábitos, às vezes, quase imperceptíveis.

Charles Duhigg é perspicaz e hábil ao longo de seu livro de 408 páginas, publicadas no Brasil pela editora Objetiva e com opção de capa comum.

Nelas, ele propõe um novo entendimento da natureza humana e mostra todo seu potencial de transformação.

Entre os livros de auto ajuda voltados ao comportamento organizacional, este lidera entre os mais vendidos.

5. As Cinco Linguagens do Amor, de Gary Chapman, outro dos melhores livros de auto ajuda

livro as 5 linguagens do amor

Gary Chapman tem mais de 30 anos no aconselhamento de casais.

Neste livro de auto ajuda, ele mostra que é possível uma relação dar certo mesmo que os envolvidos pareçam ser vindos de planetas diferentes.

O autor nos mostra que quando o casal não entende corretamente a linguagem predominante de cada um, a comunicação é afetada.

Isso atrapalha para que ambos se sintam amados, aceitos e valorizados.

As Cinco Linguagens do Amor já vendeu mais de 8 milhões de exemplares no mundo, e além da mensagem , traz uma seção com perguntas e respostas.

Elas servem para esclarecer dúvidas e entender melhor a maneira como o parceiro ou parceira expressa seu amor.

O autor identificou cinco formas que as pessoas utilizam para isso: palavras de afirmação, tempo de qualidade, presentes, atos de serviço e toque físico.

Em suma, o livro da editora Mundo Cristão é sobre como ter uma vida a dois, mais harmoniosa – um ótimo livro com cunho cristão.

6. As Sete Leis Espirituais do Sucesso, de Deepak Chopra

livro as sete leis espirituais do amor

O livro de Deepak Chopra teve sua primeira edição lançada há mais de um quarto de século, em 1994.

A prova de que faz muito sucesso e está entre os melhores no mundo é que o autor tem reedições de seus livros até hoje.

Quem gosta de ler livros de auto ajuda vai adorar esse!

Trata-se de uma obra que sempre se destacou entre as mais vendidas, sem dúvida um dos melhores livros de autoajuda já lançados em todos os tempos.

Deepak Chopra aborda a questão da realização pessoal, e de forma prática e acessível.

O autor cita nesta publicação de auto ajuda sete princípios que contribuem para que as pessoas abandonem a ideia (equivocada) de sucesso e o atinjam em sua plenitude.

Para Deepak Chopra, a única maneira de alguém atingir a felicidade é não associá-la às conquistas materiais, mas sim nos tornar pessoas melhores.

Apesar do nome, não se trata de um livro sobre espiritualidade – mas sim de como as leis espirituais nos ajudam a ter dias melhores.

7. Ansiedade: Como Enfrentar o Mal do Século, de Augusto Cury

livro ansiedade como enfrentar o mal do seculo

Ele está entre os melhores livros do assunto porque vai direto ao ponto: pensar é bom, pensar com consciência crítica é ótimo, mas pensar demais atrapalha.

Ficar remoendo coisas e não dar sossego para a mente é antessala da ansiedade.

Nesta obra, o psiquiatra e psicoterapeuta Augusto Cury apresenta a Síndrome do Pensamento Acelerado (SPA).

Trata-se de uma das doenças mais penetrantes da atualidade – mas que frequentemente é confundida com hiperatividade ou Transtorno de Deficit de Atenção.

O livro apresenta os sintomas dessa doença e como fazer para a mente retomar a paz, o controle e a tranquilidade.

Ansiedade: Como Enfrentar o Mal do Século tem 160 páginas e é publicado pela editora Saraiva.

O livro está disponível em capa comum.

8. A Coragem de Não Agradar, de Ichiro Kishimi e Fumitake Koga, outro dos melhores livros de autoajuda

livro a coragem de nao agradar

Este livro tem como pano de fundo uma conversa por cinco noites entre um jovem insatisfeito com a vida e um filósofo que ensinava que o mundo era simples.

Os temas abordados são a autoestima, a raiva, a auto aceitação e o complexo de inferioridade.

A Coragem de Não Agradar já vendeu mais de três milhões de livros, e mostra que se libertar das expectativas criadas pelos outros e das dúvidas que nos paralisam pode ser o fator que fará toda a diferença.

Publicado no Brasil pela editora Sextante, com capa comum, trata-se de um livro de auto ajuda de leitura agradável.

9. A Coragem de ser Imperfeito, de Brené Brown

livro a coragem de ser imperfeito

Este livro atingiu nada menos do que o topo da lista do The New York Times em sua categoria.

Como você pode ver, é um dos melhores livros de autoajuda de todos os tempos.

O autor, Brené Brown, aborda a importância de termos um olhar crítico, conhecermos e aceitarmos nossos pontos vulneráveis.

Segundo ele, quando fugimos de emoções como medo, mágoa e decepção, também nos fechamos para o amor, para a aceitação e para a criatividade.

Brown defende que quem se expõe, mesmo que vire alvo de críticas e inveja, tem uma vida mais plena.

O livro é baseado em sua pesquisa pioneira sobre vulnerabilidade.

O estudo mostrou que usamos de uma série de artifícios contra a vergonha de nos expor e a sensação de não sermos bons o bastante –  e, como ajuda, ele propõe estratégias para se sair disso.

10. O Poder da Ação, de Paulo Vieira

livro o poder da acao

Este é um dos melhores livros de autoajuda quando o assunto é transformação pessoal.

O autor, Paulo Vieira, mostra nesta obra de 256 páginas que é preciso acordar para os objetivos que você tem para sua vida.

Não basta que você se veja no espelho e lamente eventuais quilos a mais do que gostaria.

Ao mesmo tempo, não é suficiente pensar que está infeliz no trabalho, e não fazer nada para mudar isso.

Também não adianta se sentir afastado de amigos e familiares e não fazer nada para voltar a ficar próximo deles.

O Poder da Ação é um daqueles livros em que o autor mostra a importância do foco e da ação.

Ele ensina ser preciso parar de pensar em quem queremos ser, e sempre focar em ser desde já.

11. Procrastinação: Guia científico sobre como parar de procrastinar (definitivamente), de Lilian Soares

livro procrastinacao

Um dos pontos legais deste livro é que a autora pontua que a procrastinação faz algum sentido para quem precisa apagar incêndio de última hora.

Ela não aborda a preguiça, mas sim o fato de sermos muito atarefados e, mesmo assim, nos sentirmos improdutivos.

Em suas 155 páginas, Lilian Soares aborda a importância de se administrar corretamente o tempo e como isso impacta a nossa vida.

A leitura, como o título sugere, é no fundo, de um guia científico (mas divertido) feito para trabalharmos a procrastinação a partir do desenvolvimento pessoal.

Ler este que é um dos melhores livros no tema vai lhe dar outra visão sobre a famosa procrastinação.

12. As Coisas Que Você Só Vê Quando Desacelera, de Haemin Sunim

livro as coisas que voce so ve quando desacelera

Esta é uma das obras mais interessantes para se ler, inclusive entre os que torcem o nariz para livros de autoajuda.

O autor, o mestre zen-budista sul-coreano Haemin Sunim, nos ajuda a entender os relacionamentos, aspirações e nossa espiritualidade de uma maneira sutil, em textos e frases curtas.

Dividido em capítulos, o livro permite também que o leitor vá ao tópico que achar mais interessante para o seu momento, sem que isso atrapalhe a leitura na totalidade.

As mensagens são simples, mas tocantes. Como o título avisa, você desacelera a mente em uma leitura tranquila e que pode ser feita a qualquer hora do dia.

Além disso, o livro, que está entre os mais vendidos no mundo, é ilustrado com extrema delicadeza.

Tem versão em capa comum e capa dura. Com 256 páginas, é publicado no Brasil pela editora Sextante.

13. Pílulas de Resiliência: Uma Dose Diária de Calma, Força e Felicidade Para Viver Melhor e com Menos Preocupações, de Robson Hamuche

livro pilulas de resiliencia

O livro traz 150 mensagens focadas em ajudar na auto estima, no empoderamento e no equilíbrio.

A ideia é ler uma dessas mensagens por dia, para tornar a mente e a rotina mais leves.

Afinal, o mundo caótico e cada vez mais cheio de desafios pode nos tirar do sério e elevar nosso nível de estresse.

Neste livro, Robson Hamuche mostra a importância de se manter a tranquilidade e o foco naquilo que é melhor e realmente vale a pena, mesmo num momento que pode parecer de maior turbulência.

14. Pai Rico, Pai Pobre, de Robert Kiyosaki

livro pai rico pai pobre

Esse é um dos livros de autoajuda mais conhecidos, sendo sucesso de vendas há duas décadas.

Porém, o foco desse livro é finança pessoal, tema cada dia mais pertinente, em especial com a crise provocada pela pandemia.

Robert Kiyosaki mostra que o mundo mudou. Os jovens têm acesso cada vez melhor a cartões de crédito e a outras formas de utilizar seu dinheiro, mas ainda não têm uma educação financeira eficiente.

Em suas 336 páginas, publicadas pela editora Alta Books, o autor mostra que, mais importante do que ser empregado ou empregador, é ter controle do próprio destino ou saber a quem delegar.

Definitivamente é um dos ótimos livros sobre investimento.

15. Por Que Fazemos o Que Fazemos?, de Mário Sergio Cortella

livro por que fazemos o que fazemos

O livro traz 20 capítulos em que o filósofo Mário Sergio Cortella vai desvendar nossas principais preocupações.

Ele debate questões como a importância de se ter um propósito na vida. É sobre saber o que se quer de verdade.

Sabe aquelas dúvidas existenciais que aparecem mesmo entre aqueles que têm uma carreira estabelecida? Que vivem se questionando sobre o presente ou o futuro que pode esperar?

É sobre isso que Cortella fala nesse livro.

Veja que a proposta do livro é ajudar quem sonha em ter sucesso profissional, uma vida melhor, mas tem receio de que isso acabe afetando a vida pessoal – e, todos sabemos, não precisa ser assim.

A publicação é da editora Planeta.

16. Garota, Pare de Mentir pra Você Mesma, de Rachel Hollis

livro garota pare de mentir pra voce mesma

Rachel Hollis é conhecida por ser uma autora com uma capacidade ímpar para ajudar a empoderar o público feminino. Portanto, não poderia estar de fora da nossa lista de melhores livros de auto ajuda!

Neste livro, que está entre os melhores no assunto, ela mostra a importância das mulheres afastarem de si mentiras que consideraram verdades a vida toda.

De fato, a autora ajuda mulheres que sempre se questionaram se são boas mães ou se são dignas de serem amadas de verdade.

É sobre ser quem se é de verdade.

17. Gratidão, de Oliver Sacks

livro gratidao

O neurologista Oliver Sacks morreu em 2015, mas deixou muito de sua produção em vida para a posteridade.

Renomado professor na Universidade de Columbia, nos meses que antecederam sua morte, ele escreveu uma série de ensaios nos quais, de forma comovente, contou seu percurso para concluir a vida e enfrentar a própria morte da melhor forma.

Quatro desses textos foram publicados no The New York Times, e são eles que compõem este livro de apenas 64 páginas.

Dessa forma, o livro é uma ode à singularidade do ser humano, e uma forma de agradecer à vida.

Afinal, não se trata de espiritualidade, mas de ajudar a entender. Todo mundo deveria ler este um dia.

18. Criatividade S.A.: Superando as forças invisíveis que ficam no caminho da verdadeira inspiração, de Ed Catmull

livro criatividade sa

Este está entre os melhores livros de autoajuda também pelo seu pano de fundo.

O autor é Ed Catmull, que junto a Steve Jobs e John Lasseter, fundou a Pixar, o mais importante e lucrativo estúdio de animação da atualidade.

O livro conta a trajetória de sucesso do estúdio, e é isso que serve para mostrar ao leitor como se constrói uma cultura da criatividade.

Dessa forma, trata-se, assim, de uma ótima leitura para quem busca inspiração para os próprios negócios.

Apesar de estar à frente de um estúdio de animação, Ed Catmull explica no livro que a boa história sempre está à frente da tecnologia.

Ele mostra a importância de se estar cercado por pessoas que podem ser mais inteligentes do que você – isso ajuda na inovação. E, claro, encontrar o lado positivo dos insucessos – que é justamente o que levará ao sucesso logo ali na frente.

19. Seja Foda!, de Caio Carneiro

livro seja foda

Este é um daqueles livros em que o autor, Caio Carneiro, incentiva o leitor a se tornar consciente de tudo o que precisa fazer para alcançar o que busca em vida.

Assim, o livro é sobre despertar para comportamentos e atitudes necessárias para se ter um bom desenvolvimento pessoal e alcançar as metas e objetivos.

Afinal, como o autor mesmo lembra, quem não quer chegar ao final da vida, olhar para trás, bater no peito com o coração cheio de felicidade, sem falsa modéstia, com plena convicção e serenidade, por exemplo e dizer: “minha vida foi foda!”, não é mesmo?

Com 192 páginas, é distribuído pela Buzz Editora.

E então, gostou da nossa lista? Aproveite e confira os melhores livros para jovens e curta uma boa leitura!